William Bonner viaja para o RS, e JN terá 1ª edição fora da bancada em oito anos

ARACAJU, SE (FOLHAPRESS) – Pela primeira vez em oito anos, a edição do Jornal Nacional, da Globo, será apresentada fora da bancada. O apresentador William Bonner viajou nesta segunda-feira (6) para o Rio Grande do Sul para cobrir de perto as enchentes que causaram uma tragédia no estado.

A última vez que isto aconteceu foi em 2016, quando Bonner comandou o principal telejornal do país em Washington, nos Estados Unidos, para a cobertura das eleições americanas.

Para fatos nacionais, Bonner não faz um jornal na rua desde 2013, quando foi justamente ao Rio Grande do Sul por causa do incêndio ocorrido na boate Kiss, na cidade de Santa Maria.

Bonner viajou ao estado em carona de um avião da FAB (Força Aérea Brasileira), que tem levado mantimentos para a região. O dinheiro da passagem será doado para Globo a vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.

A mudança de cobertura da Globo acontece após o agravamento das consequências das enchentes, e pelo tempo dado por outras emissoras para o que acontece no Rio Grande do Sul.

Nesta segunda, o Bom Dia Brasil já foi ancorado de Porto Alegre pela apresentadora Ana Paula Araújo. Patrícia Poeta também viajou para o estado, e comandou o Encontro nesta segunda (6) diretamente da capital gaúcha.

Além de Bonner, o jornalista Marcelo Cosme está a caminho. Ele também apresentará o programa Em Pauta, exibido no horário nobre da GloboNews, diretamente do Rio Grande do Sul.

Desde a semana passada, outras TVs estão no estado. A Record derrubou toda a sua programação para o Rio Grande do Sul no último domingo (5) para falar das enchentes. A emissora de Edir Macedo liderou a audiência em Porto Alegre durante todo o dia.

Já a Band enviou a âncora Joana Treptow, que desde a semana passada, cobre como repórter as enchentes. SBT e RedeTV! não fizeram grandes mobilizações.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.