quarta-feira, 29 junho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Brasil não perderia mais para Alemanha, acredita o cineasta

Fã do futebol, Werner Herzog é um fino observador do esporte. Em 1986, por exemplo, antes da Copa do México, ele era uma das poucas vozes a destacar a ascensão do futebol africano – o Marrocos, por exemplo, terminou a primeira fase daquela competição à frente da Inglaterra, em um grupo em que Portugal foi desclassificado.

Para o Mundial do Catar, que começa no dia 21 de novembro, o cineasta vê boas perspectivas para a seleção brasileira. “Acredito muito no potencial tático da equipe do seu país, como, aliás, já é uma potência histórica.”

Sobre a desastrosa derrota por 7 x 1 para a Alemanha, na Copa disputada no Brasil, em 2014, Herzog acredita que foi um fato isolado. “Era uma semifinal, portanto, um jogo muito nervoso especialmente para os brasileiros, que estavam jogando em seu país. Hoje certamente esse placar não se repetiria e acredito que o Brasil sairia vencedor”, comentou.

Sobre outras seleções que podem se destacar, Herzog aposta na Inglaterra e continua otimista em relação aos times africanos. “Gosto de seu estilo de jogo.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ubiratan Brasil
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas