quarta-feira, 29 junho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Eliminação de Lucas gera choro e reforça divisões no ‘BBB 22’

De rosa e sentado ao lado de Eslovênia, Lucas Bissoli foi o décimo eliminado do BBB 22, o que deixou alguns participantes tristes, especialmente os que restaram no quarto lollipop e as comadres. Natália foi perguntar para Eslô como ela estava se sentindo após a eliminação. “Estou rindo porque não quero chorar”, respondeu a modelo. E Nat aconselhou: “Chora, é para aliviar. Não é bom a gente ser forte o tempo inteiro.”

A pernambucana então começou a chorar e desabafar. “Está acumulado aqui. Não aguento mais perder gente… Eu perco todo mundo que eu gosto aqui. Será que fiz alguma coisa que atrapalhou ele?”, disse em relação a Lucas.

“Não é sobre isso. É sobre a trajetória de cada um aqui”, afirmou Linn da Quebrada. “É muito ruim sentir isso. É o mesmo sentimento toda terça-feira. É muito ruim, de verdade”, acrescentou Eslovênia.

Quem também chorou com a saída de Lucas foi Jessilane. “Parece que, a partir de agora, vai ser um sofrimento muito grande. A dor é literalmente essa, que estão levando um pedacinho da gente”, disse a professora.

Natália concordou com a sister e acabou chorando também. Em seguida, Eliezer falou que a sensação da eliminação é como se alguém tivesse morrido.

Enquanto de um lado o clima era de tristeza, do outro, era de alegria. Pedro Scooby e Paulo André, que voltaram do paredão, aproveitaram para pular na piscina em comemoração. Arthur Aguiar, Douglas Silva e Gustavo acompanharam os brothers.

Divisões no jogo

Lucas era um dos poucos brothers que conseguiam transitar em todos os grupos da casa. Além do relacionamento com Eslovênia (do lollipop) e a amizade com as comadres, ele também tinha uma aliança com Arthur – até rolar um desentendimento entre eles.

Após se afastar, ele acabou virando alvo dos meninos do quarto grunge e foi ao paredão pelos votos deles. O grupo – formado por Arthur, Scooby, PA e DG – é forte dentro e fora da casa.

“Eles se fortalecem tanto, é isso que eu vejo, que os vínculos deles são tão fortes que a gente tem que tentar aprimorar isso na gente também, melhorar isso ainda mais”, analisou Linn da Quebrada.

No entanto, Eslovênia acredita não ser possível criar esse vínculo entre os demais participantes. “Porque nós cinco, agora, nós quatro e o Eli, muita gente pensa diferente. A gente não se juntou. A Jessi vota em mim, Nat vota em mim, eu voto nelas.”

Para Lina, Gustavo está junto dos meninos. “A casa agora está literalmente dividida: cinco e cinco”. Para tentar reagir, os “lollipopers” e as comadres querem vencer as provas de liderança e anjo.

“A gente precisa ganhar as provas a partir de agora, porque senão vai toda semana dois de nós e um deles”, pontuou Jessi.

D

Marcos Leandro, especial para o Estadão
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas