Pazolini investiu mais de R$ 650 mil no setor de Cultura no primeiro semestre - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Variedades
Pazolini investiu mais de R$ 650 mil no setor de Cultura no primeiro semestre
Publicado por Redação VitóriaNews
Jansen Lube/PMV

Formações culturais, ações on-line, exposições, oficinas virtuais, cursos e projetos. Essa tem sido a rotina de trabalho da Secretaria Municipal de Cultura (SEMC) que encerra o primeiro trimestre de 2021 com investimentos de mais de R$ 650 mil.

Somente a área de formação cultural recebeu cerca de 80% deste montante, o que possibilitou à secretaria ofertar mais de 1.000 vagas em 40 diferentes oficinas e cursos, tanto em formato virtual como presencial (temporariamente suspensas devido ao agravamento da pandemia).

“A formação cultural é uma prioridade. Acreditamos nesse trabalho como um concreto meio de transformação social, geração de oportunidades igualitárias de crescimento e desenvolvimento do cidadão e fomento da cultura de um modo geral”, disse o secretário em exercício da pasta, Luciano Gagno.

“Quando falamos em formar um artista, seja ele um bailarino, um escritor, um cantor, um pintor, um musicista, estamos falando também de ações que se refletem e impactam positivamente regiões da cidade antes caracterizadas pela profunda desigualdade social e constantemente marginalizadas e esquecidas por outras administrações. A nossa visão é a de que podemos sim derrubar essas diferenças, democratizar a cultura e expor o grande potencial e os valores dessas pessoas”, reiterou.

Resultados na ponta dos pés

Um dos mais recentes resultados da SEMC vem da Escola Técnica Municipal de Teatro, Dança e Música (FAFI). Por lá, de janeiro a março foram ofertadas 548 vagas em 15 oficinas e cursos.

É, também de lá, a nova revelação do balé Bolshoi, um dos mais renomados do mundo, com sede em Joinville, Santa Catarina. Aos 11 anos de idade, o aluno da FAFI, Tarcisio Souza Evangelista foi, recentemente, aprovado para integrar a companhia. “Uma conquista que reflete, além do talento da criança, um trabalho bem orientado, bem feito pelos nossos profissionais”, avaliou Luciano.

Cultura on-line

Na impossibilidade de atividades com realização em formato presencial, a SEMC vem apostando firme na execução de trabalhos on-line. Um dos editais da Cultura, o Arte em Casa, reuniu de modo virtual artistas locais em três diferentes eventos: a "1ª edição do Carnaval On-line de Vitória”, o “Festival Arte em Casa – Homenagem à Mulher” e a “Semana do Teatro e do Circo”.

Todas as bandas foram contratadas com verbas destinadas a prestar apoio aos artistas, técnicos e demais profissionais das áreas de arte e da cultura da capital, que estão impedidos de realizar shows durante esse período de isolamento social.

As apresentações têm sido realizadas por meio do canal do YouTube da Prefeitura Municipal, que tem se tornado um local de fomento e incentivo às artes e à cultura.

Aldir Blanc

Também concomitante com as ações da SEMC, a secretaria dá visibilidade e publicidade às ações, projetos, apresentações e execuções de obras artísticas beneficiadas pela lei Aldir Blanc que já impactou quase duzentos artistas, bandas, atores, pintores e expositores do estado.

Revitalização de espaços

Por meio do edital ‘Arte é Nossa’, que tem o audacioso objetivo de transformar Vitória em uma galeria a céu aberto, com intervenções artísticas de grafite/pintura, mural em diferentes regiões da cidade, a SEMC já entregou obras em duas regiões: Mercado da Vila Rubim e São Pedro.

“Estamos muito satisfeitos até aqui. Sabemos que temos bastante trabalho pela frente, os nossos espaços culturais, reabertos no início do ano, em breve estarão em atividades novamente, tão logo esse crítico período da pandemia permita, com exposições além das formações culturais. Temos muita coisa funcionando on-line o que mostra que a Cultura não para de forma alguma. Conseguimos, bem recentemente, uma parceria que disponibiliza mais de mil livros em formato virtual, na nossa biblioteca municipal, além das interações que a instituição proporciona. Enfim, estamos muito dispostos a batalhar por mais recursos, temos uma grande abertura com a gestão do prefeito Pazolini e isso nos trás além de um grande otimismo, muito fôlego para seguirmos adiante”, finalizou o secretário.

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.
Notícias Relacionadas