As lições do autor do livro mais vendido do Brasil para quem quer ficar rico - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Variedades
As lições do autor do livro mais vendido do Brasil para quem quer ficar rico
Publicado por Estadão Conteúdo

Aos 29 anos, Thiago Nigro é o autor do livro mais vendido no Brasil na quarentena. Do Mil ao Milhão Sem Cortar o Cafezinho, publicado pela HarperCollins Brasil em novembro de 2018, lidera o ranking exclusivo feito feita Nielsen a pedido do Estadão e publicado nesta quinta-feira, 30. O criador do canal O Primo Rico, com mais de 3 milhões de seguidores, vendeu 400 mil exemplares deste livro que ensina como ganhar mais, gerenciar suas finanças e investir melhor.

Thiago Nigro falou com o Estadão sobre seu livro best-seller e contou que a obra é resultado de tudo o que estudou ao longo da vida, do que ouviu de milionários e bilionários, e de tudo o que aprendeu na prática.

"Percebi que qualquer pessoa que enriqueceu em algum momento da vida enriqueceu porque soube gastar bem o seu dinheiro, soube investir melhor o seu patrimônio ou soube ganhar mais. Ou então porque trabalhou esses três pilares ao mesmo tempo. Isso, com exceção dos herdeiros", diz. É nesses três pilares que o autor divide Do Mil ao Milhão Sem Cortar o Cafezinho.

Por que você acha que o seu livro é o mais vendido da quarentena?

Existe um conjunto de qualidade do livro, que se prova no tempo. Aliado a isso, as pessoas, neste momento, estão muito preocupadas em administrar suas finanças da melhor forma. Quando havia um salário recorrente, quando as pessoas não tinham medo de serem mandadas embora, essa não era uma dor. Agora é. Muitas pessoas foram mandadas embora, negócios fecharam. Elas têm medo de ficar sem dinheiro e, por isso, elas precisam aprender a administrar o seu capital. E há ainda pessoas que têm dinheiro e estão vendo a bolsa e os investimentos oscilando muito. Então, elas precisam saber o que fazer. Outras ainda querem aproveitar as oportunidades que a crise gera para ganhar dinheiro ou empreender melhor durante a pandemia. O livro acaba fornecendo muitas soluções ao mundo do dinheiro.

Ainda dá tempo de aproveitar esse tempo de isolamento para tentar organizar a vida financeira? Como?

Sempre dá tempo. Nunca é tarde para começar. Não importa quantos anos você tem ou em que momento você vive: você precisa organizar hoje a sua vida financeira. Se você abre mão de algum gasto hoje para investir esse patrimônio, o seu eu do futuro agradece. Não existe a melhor hora para você se organizar. A melhor hora foi ontem, sempre. E a segunda melhor hora é agora.

Quais são os principais conselhos para quem quer ser rico?

Você precisa ganhar mais dinheiro, e para ganhar mais dinheiro você precisa respeitar alguns pilares. Precisa agregar valor, porque seu ganho é diretamente ligado a um porcentual do valor que você agrega para alguém, por meio de um serviço ou de um produto. Precisa agregar valor em escala. Não adianta fazer isso para uma pessoa, tem que fazer para várias pessoas ou empresas. E agregar valor no longo prazo. O sucesso leva tempo. Se eu plantar uma semente já sei que ela vai virar uma árvore, mas preciso passar por todo o processo, regar a semente para que ela vire uma árvore. Por fim, não adianta fazer nada disso se você não estiver num ambiente meritocrático.

Para quem é CLT ou trabalha em algum negócio, é importante entender que existem os profissionais que fazem tudo o que é permitido e aqueles que fazem tudo o que é proibido. Os que fazem tudo o que é permitido não crescem nas instituições, ou crescem por tempo. E os que fazem o que é proibido vão ser demitidos. Mas existem os profissionais que fazem o que é permitido e o opcional. Esse profissional cresce na instituição. Ele entende a frase que diz que o que enriquece é o trabalho depois do trabalho.

Agora, não adianta ganhar dinheiro se você não gerenciar bem suas finanças pessoais. Para ser rico, não basta ganhar dinheiro; tem que administrar bem o patrimônio.

E há três coisas fundamentais com relação a gastar dinheiro. A primeira é entender que o maior inimigo das finanças pessoais é a antecipação de sonhos. Quando você quer viver o sonho na hora errada, você tende a se dar mal. Não tem dinheiro, mas quer comprar um carro que não pode. Então, financia. Se você faz isso, vai trabalhar para pagar a conta e esse sonho pode virar um pesadelo. É assim que muitas famílias quebram. A segunda é ter uma planilha de orçamento e uma planilha da riqueza (em que você lança uma vez por mês tudo o que você tem em cada conta de cada banco, na corretora ou em ativos). A terceira diz respeito aos investimentos - que são a diferença entre o seu ganho e o seu gasto. Ela precisa ser investida e multiplicada. Então, é preciso aprender a investir.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.