Dia do Homem: um novo comportamento para a atual realidade - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Variedades
Dia do Homem: um novo comportamento para a atual realidade
Dia Internacional do Homem é comemorado no dia 19 de novembro
Publicado por Redação VitóriaNews/EBC/RF

Que o Dia Internacional da Mulher acontece em 8 de março a maioria das pessoas já sabe. Mas os homens também têm o seu dia, que é quase desconhecido: 19 de novembro. O principal objetivo do Dia Internacional do Homem é a conscientização com a saúde e promoção de igualdade entre gêneros.

O homem chega em casa do trabalho e encontra a casa limpa, o jantar à mesa e os filhos tomados banho e bem vestidos. Este é um cenário comum do século passado, que quase não vemos mais nos dias atuais. Isto se deve muito ao fato da mulher ter ganhado seu espaço na vida pública. Hoje, a mulher, assim como o homem, trabalha fora e chega em casa cansada após o expediente.

Desta forma, com a mulher assumindo um papel mais independente, o homem também teve de se adaptar a esta nova realidade, não só em relação às mulheres como em relação a ele mesmo, conforme explica a psicóloga Andrea Bragatto, da Clínica de Psicologia Antonio Elmo. “Diante das mudanças que se dão na sociedade e no mundo, vamos buscando nos adaptar, quer seja no contexto socioeconômico, quer seja no emocional, como um ser biopsicossocial que somos. No caso do homem, este ajustamento tem se dado historicamente ou culturalmente. Ele não é mais só aquele que sai para prover o sustento de sua família. Hoje, na maioria das vezes, a mulher também está ao seu lado nesta missão e, em contrapartida, o homem tem sido convidado a participar das atribuições que eram próprias do sexo feminino, como a educação dos filhos, tarefas domésticas, trocar a fralda do bebê, etc”, explicou.

Na verdade, é notável que muitos homens já se adaptaram a este comportamento contemporâneo e alguns até parecem gostar de participar das tarefas de casa e familiares. “Todos nós temos potencialidades e, na medida em que as necessidades surgem, vamos colocando-as em prática. Nesta situação específica de que a mulher trabalha tanto quanto o homem, ele acaba colocando em prática suas potencialidades culinárias e ajuda o filho no dever de casa, por exemplo, coisas que, culturalmente, ‘não eram próprias do homem fazer’. Mas o cuidar do outro, o amar o outro, o proteger com gestos concretos, não é inerente da mulher; isto é do ser humano. Neste contexto, com a mudança cultural, ele passa a participar claramente destas funções que antes eram somente da mulher, e acaba percebendo que é tão capaz nas tarefas domésticas quanto a mulher é capaz nos trabalhos das instituições e empresas com sua forma feminina de ser”, avaliou a psicóloga.

Sendo assim, não foi apenas no âmbito familiar que o homem teve de mudar. Um dos desafios do homem moderno, frente à mulher moderna, é em relação ao profissional. “Com as mulheres disputando de igual para igual, o mercado de trabalho torna-se mais competitivo, fazendo com que o homem precise estar cada vez mais atualizado, buscando estudar e se especializar sempre”, ressaltou Andrea Bragatto.

Portanto, de acordo com a psicóloga, o homem moderno poderia ser descrito como “multifacetado”. “Não é para ser um super homem, mas sim estar aberto a tudo, consciente de suas limitações e potencialidades em todos os âmbitos da vida”, concluiu Andrea.

Fonte: Andrea Bragatto, psicóloga

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.