‘Um Grande Encontro’ e monólogo de Elisa Lucinda estreiam em São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A programação dos teatros de São Paulo está recheada nesta semana, com opções para todos os gostos, idades e bolsos. Entre as novidades está o texto inédito “Um Grande Encontro”, que tem na direção Jarbas Homem de Mello e Túlio Rivadávia.

Confira uma lista de peças para assistir na capital paulista.

UM GRANDE ENCONTRO

O texto, escrito pelo também diretor Túlio Rivadávia, cria uma narrativa ficcional baseada na trilogia de discos homônima à peça. Em cena, é contada a história de amor entre Tom e Diana, que é ameaçada pelas mentiras e armadilhas criadas por Tião, um sujeito obcecado pela moça.

Dir.: Jarbas Homem de Mello e Túlio Rivadávia.

Com: Victor Medeiros, Marina Braga e Osmar Silveira.

Marte Hall São Paulo – r. Domingos de Morais, 348, Vila Mariana.

12 anos. Sex., às 21h; sáb. e dom., às 15h30 e às 19h. De 21/6 a 26/7.

A partir de R$ 70, em olhaoingresso.showare.com.br

O HOMEM QUE QUERIA SER LIVRO

Diante da morte de um ente querido, um homem questiona o sentido da vida. É na literatura e na imaginação que ele encontra uma forma de fugir da realidade. Ele passa a encarnar vários personagens, entre eles Dom Quixote. As apresentações têm participação especial de Ney Matogrosso.

Direção e atuação: Darson Ribeiro.

Theatro Municipal de São Paulo – pça Ramos de Azevedo, s/n, Centro.

Livre. Dom. (23), seg. (24) e ter. (20), às 20h.

R$ 33, em sympla.com.br

O MARINHEIRO

A peça foi escrita pelo poeta português Fernando Pessoa na mesma época em que ele criou seus três principais heterônimos. Em cena, três irmãs estão velando uma morta quando uma delas narra um sonho sobre um marinheiro perdido em uma ilha deserta. Este personagem onírico cria uma vida ilusória para escapar da solidão.

Dir.: Elias Andreato.

Com: Cristina Mutarelli, Michele Matalon e Muriel Matalon.

Espaço Ateliê Cênico – r. Fortunato, 241, Vila Buarque.

12 anos. Qua. e qui., às 20h. Até 18/7.

R$ 50, em sympla.com.br

PAREM DE FALAR MAL DA ROTINA

O monólogo idealizado por Elisa Lucinda ganha uma nova temporada. Em cena, a atriz retrata o cotidiano como algo que possibilita a criatividade, e não como a repetição de padrões.

Dir.: Geovana Pires.

Com: Elisa Lucinda.

Teatro Liberdade – r. São Joaquim 129, Liberdade.

14 anos. Sáb., às 21h. De 22/6 a 20/7.

A partir de R$ 60, em sympla.com.br

SUBTERRÂNEA: UMA FÁBULA GROTESCA

O solo reflete o papel atribuído à mulher em uma sociedade conservadora. No palco, o público acompanha o desenrolar do ciclo de vida da cigarra. Pelo bem da espécie, ela repete o mesmo sistema que a reprime, mantendo a ordem natural das coisas.

Dir.: Lenine Martins.

Com: Juliana Birchal.

Teatro Arthur Azevedo – av. Paes de Barros, 955, Alto da Mooca.

16 anos. Sex. e sáb., às 20h; dom., às 18h. De 21 a 30/6.

Grátis

A TEMPESTADE

A leitura dramática faz parte do projeto idealizado por Eugênia Thereza de Andrade, que neste ano homenageia 460 anos de William Shakespeare. O texto – considerado o último do dramaturgo inglês- se passa em uma ilha, onde Próspero e sua filha foram forçados a morar após uma traição política. Como primeiro passo de sua vingança, ele cria uma tempestade sobrenatural para naufragar o navio de seu irmão.

Dir.: Kiko Marques.

Sesc Bom Retiro – al. Nothmann, 185, Campos Elíseos.

14 anos. Ter. (25), às 19h.

Grátis

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.