Turistas chineses voltam ao mundo, de olho na isenção do visto

PEQUIM, CHINA (FOLHAPRESS) – As reservas de voos para o exterior no Dia do Trabalho na China, na última quarta (1º), superaram em 20% os níveis de 2019, antes da pandemia, segundo a plataforma de viagens e hospedagem Qunar, de Pequim. O aumento foi acima da média para os países que passaram a oferecer isenção de visto aos turistas chineses, como Tailândia, Emirados Árabes Unidos e Geórgia.

Outro levantamento divulgado nesta quinta, pela consultoria espanhola ForwardKeys, de análise da indústria de turismo, apontou que entre 27 de abril e 5 de maio as viagens de chineses ao exterior estão apenas 7% abaixo daquelas de 2019, para o período. Avaliou ser “o ressurgimento das viagens internacionais”, pós-pandemia.

Wang Yalei, analista da Trip.com, maior agência chinesa de turismo, divulgou dados na mesma direção e avaliou que o setor na China está mais conectado com o mundo devido à adoção de medidas para facilitar viagens.

Os três levantamentos confirmam pesquisa divulgada uma semana atrás pela empresa de marketing Dragon Trail, baseada em Pequim e Londres, apontando que os países que reduziram entraves aos turistas chineses seriam os mais favorecidos.

Sessenta e três por cento dos mil entrevistados na China continental se declararam prontos a viajar ao exterior. Desses, metade apontou, entre os principais motivos para retomar o turismo internacional, a maior facilidade para viagem, citando especificamente a isenção de visto para países no Sudeste Asiático e Oriente Médio.

O retorno dos chineses, que agora também podem renovar seus passaportes pela internet, já estimula a demanda para que o Brasil ofereça isenção de visto a Pequim, a exemplo do que faz com Washington. Três semanas atrás, sob pressão da indústria de turismo, o governo Lula prorrogou mais uma vez a medida, adotada unilateralmente no governo Jair Bolsonaro em 2019.

Para Daniela Tassy, CEO da consultoria de turismo 我们走吧 (Vamos, em chinês), de Pequim, “a isenção seria, com certeza, uma ótima oportunidade de aproximar o Brasil da China”, em meio aos esforços de ampliação do intercâmbio que vêm sendo feitos pelo governo chinês.

“Muitas pessoas acham que temos poucas coisas em comum, mas o que temos de mais diferente é a posição geográfica no mapa”, acrescenta ela. “A isenção de visto facilitará muito essa aproximação.”

Tassy é mais conhecida hoje na China como atriz, pelo papel da astronauta brasileira Emília em “Terra à Deriva 2”, ficção científica baseada no escritor Liu Cixin e segunda maior bilheteria do cinema chinês no ano passado, com 4,03 bilhões de yuans (US$ 565 milhões).

Pelo que foi possível levantar, ainda não há conversas bilaterais sobre isenção, mas dois meses atrás foram introduzidas melhorias, com chineses e brasileiros podendo solicitar agora, para vistos de negócios, turismo e visitas familiares, validade de até dez anos e entradas múltiplas.

Também foram retomados no último domingo os serviços da Air China entre Pequim e São Paulo, sem troca de avião –apenas uma escala técnica em Madri, na Espanha. O primeiro, saindo do Aeroporto International da Capital para o Aeroporto Internacional de Guarulhos, transportou mais de 263 passageiros, segundo a agência Xinhua, que acompanhou o embarque.

De início, serão dois voos de ida e dois de volta, por semana. “Aumentaremos de acordo com as condições do mercado”, disse Zhou Yeting, gerente de planejamento de viagens de longo prazo da companhia aérea. “A Air China também promoverá a cooperação com as companhias brasileiras, acelerará a restauração da conectividade da rede e otimizará continuamente os serviços.”

Não é só para o Brasil. A empresa anunciou novas rotas para Arábia Saudita, Bangladesh e Cuba. Outras duas, China Southern Airlines e China Eastern Airlines, anunciaram voos ligando diversas cidades chinesas a países como Tailândia, Cingapura, Japão e Rússia. E regras recém-anunciadas permitem agora aos chineses renovar o passaporte pela internet.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.