Técnico Zublediá ‘muda’ São Paulo e quebra recorde de 20 anos

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) – A Arena do Grêmio ainda sofre com alagamentos em Porto Alegre. Com aproximadamente um metro de água, o estádio do Tricolor tem recuperação imprevisível.

O QUE ACONTECEU

Segundo medição realizada na noite de segunda-feira (13), a casa gremista ainda apresenta entre 80 cm e um metro de lâmina de água em seu interior.

As enchentes na capital gaúcha deixaram o gramado totalmente submerso. Além disso, a água atingiu toda parte inferior do estádio, como estacionamento, lojas, vestiários, sala de imprensa, zona mista, entre outros locais.

Não é possível, segundo apurou o UOL, fazer qualquer tipo de previsão de recuperação do local neste momento. Só será viável uma ideia de prejuízos e processos de retomada quando a água baixar.

Quando o processo for iniciado, não bastará apenas a água ter deixado os espaços, mas também um forte processo de limpeza e avaliação do que foi perdido precisará ser feito. Pouca coisa deve ser aproveitada.

O CT gremista também segue com campos submersos e sem previsão de voltar a ser utilizado. O Grêmio tem treinos suspensos por tempo indeterminado.

A CBF adiou os jogos de times do Rio Grande do Sul até o dia 27 de maio. Enquanto isso, a Conmebol remarcou as partidas que tinham sido adiadas do Tricolor na Libertadores para os dias 4 e 8 de junho.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.