Prefeitura fará recuperação da restinga da Praia do Canto até a Curva da Jurema - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Sustentabilidade
Prefeitura fará recuperação da restinga da Praia do Canto até a Curva da Jurema
Publicado por Redação VitóriaNews
Intervenções para resgate da vegetação nativa permitirão revelar, também, a riqueza ambiental abrigada nas áreas de restinga. Foto: Leonardo Silveira /PMV

Região reconhecida pelo seu potencial turístico e econômico, a orla que se estende da Praia do Canto, passando pela Praia de Santa Helena, até a Curva da Jurema, passará por intervenções que permitirão revelar, também, a riqueza ambiental abrigada nas áreas de restinga.

Os primeiros passos para o resgate da vegetação nativa foram dados nesta sexta-feira (20), com a vistoria realizada por técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam).

O engenheiro agrónomo Fernando Pratti, idealizador dos mosaicos e coordenador do projeto, explica que a Semmam está elaborando um projeto técnico no mesmo molde do que está sendo feito em Camburi, com a retirada das plantas exóticas e reintroduzidas espécies nativas, incluindo floríferas e frutíferas.

"Além disso, serão criados canteiros espaçados, denominados mosaicos, que vão valorizar a paisagem da orla e evitar que plantas mais vigorosas cresçam e abafem outras espécies, ocupando toda a área e obstruindo a vista para o mar e a iluminação, passando sensação de insegurança para os frequentadores da praia ", diz Fernando .

 O secretário de meio ambiente de Vitória, Tarcísio Föeger,  conta que a restinga é um importante bioma que precisa ser preservado e valorizado. Em uma cidade litorânea, como Vitória, a restinga é responsável pela retenção da areia contra os efeitos erosivos do vento e das marés, além de ser o habitat para várias espécies de pássaros e pequenos mamíferos. "Neste projeto, estão sendo considerados vários anos de experiências urbanísticas e ambientais acumuladas pelas equipes técnicas da Semmam", pontua.

De acordo com o subsecretário de Bem-Estar Animal e Qualidade Ambiental de Vitória, Breno Panetto, também estão no radar dos técnicos a regulação do espaço de guarderia de embarcações, a definição e regulamentação de áreas específicas para a prática de esportes, a realização de educação ambiental com usuários da praia e esportistas e a instalação de lixeiras. O projeto prevê ações integradas com a Assistência Social para atendimento a pessoas em situação de rua.

O estudo integra o Plano de Gestão Integrada da Orla do Município de Vitória.

Área de Preservação

A restinga é classificada como área de preservação pelo Código de Meio Ambiente de Vitória (Lei 4438/1997). O termo restinga é utilizado para definir diferentes formações vegetais que se estabelecem sobre solos arenosos na região da planície costeira. Esses ecossistemas são determinados fisicamente pelas condições edáficas (solo arenoso) e pela influência do mar e estão distribuídos ao longo do litoral brasileiro e por várias partes do mundo.

 

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.
Notícias Relacionadas