Fiscalização ambiental da Serra já resgatou 157 animais silvestres este ano - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Sustentabilidade
Fiscalização ambiental da Serra já resgatou 157 animais silvestres este ano
Publicado por Redação VitóriaNews
Foto: Divulgação/Semma-PMS (arquivo)

A Fiscalização Ambiental da Serra fez, nesta terça-feira (27), o resgate de uma garça selvagem no Bairro São Francisco e encaminhou o animal para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama (Cetas).

De acordo com a equipe veterinária do Cetas, o animal não estava machucado. Agora, ela será acompanhada e vai retornar ao habitat natural. Nos quatro primeiros meses deste ano, já foram resgatados 157 animais no município. A fiscalização também apurou 58 denúncias de maus tratos.

Em 2020, a fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente (Semma) realizou 538 resgates. Em 2019, foram 490.

Os animais machucados são encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), que fica na Área de Proteção Ambiental (Apa) da lagoa Jacuném, em Barcelona. O local pertence ao Ibama.

Lá, eles recebem cuidados veterinários, são recuperados e reintroduzidos em seu habitat natural. Quando os animais são resgatados em boas condições de saúde, eles são soltos de volta na natureza imediatamente.

Denúncias

Os moradores que encontrarem animais silvestres devem acionar a equipe de resgate pelo telefone (27) 99951-2321. De terça-feira a domingo é possível fazer contato das 08 às 00h00. Já na segunda-feira, das 08 às 17 horas.

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.
Notícias Relacionadas