Linhares registra mais de 40 casos de queimadas clandestinas - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Sustentabilidade
Linhares registra mais de 40 casos de queimadas clandestinas
Publicado por Redação VitóriaNews
Área queimada no Loteamento Villa Maria. Foto: Secom/PML

No ano de 2020, a Prefeitura de Linhares, por meio do Departamento de Fiscalização e Postura – órgão vinculado à Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos – registrou 43 denúncias de queimadas clandestinas na área urbana do município, dos quais sete foram multados. Muitos dos casos configuraram crime ambiental por atingir árvores e vegetação nativa.

De acordo com o artigo 28 da Lei nº 2.613/2006 (Código de Posturas do Município de Linhares), é terminantemente proibido “queimar ou fazer queimadas, nos próprios quintais ou em plantações empresariais, de quaisquer corpos, em quantidade capaz de molestar a vizinhança ou a comunidade”.

“Os proprietários de áreas particulares ficam obrigados a mantê-los limpos e livres de lixos e entulhos. Desta forma, em muitos casos, evita-se que indivíduos mal-intencionados iniciem a queima da vegetação e de materiais depositados no local”, diz o diretor do Departamento Municipal de Fiscalização e Postura, Laurindo Charles.

Além da queima provocada por terceiros, os proprietários de terrenos também mantêm a prática irregular com vistas a evitar custos com limpeza. No entanto, é uma atividade que ameaça a saúde pública. “Muitos idosos e pessoas com problemas respiratórios sofrem com os poluentes e materiais particulados emitidos com as queimadas. Além infringir as questões legais, a prática irregular também põe em risco a saúde coletiva”, destaca Laurindo Charles.

Conforme o diretor do Departamento de Fiscalização, a multa para quem pratica queimada irregular é de R$ 1.083,00. “Antes, o proprietário é notificado a manter o lote limpo. Em caso remanescente e com histórico de queimada, ele é multado. Quando não identificamos o incendiário, nós também notificamos o proprietário do imóvel”, completa Laurindo Charles.

Os casos de queimada clandestina podem ser reportados pelos moradores ao Departamento Municipal de Fiscalização e Postura, através do telefone (27) 3372 2120.

Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.
Notícias Relacionadas