Igreja Cristã Maranata investe em sustentabilidade com energia solar - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Sustentabilidade
Igreja Cristã Maranata investe em sustentabilidade com energia solar
A igreja irá abastecer mais de 700 templos e Maanains no Espírito Santo e em Minas Gerais
Publicado por Redação VitóriaNews
Divulgação

A Igreja Cristã Maranata (ICM) tem trabalhado em um projeto para que suas unidades no Brasil se tornem altamente sustentáveis em energia elétrica. A proposta consiste em gerar economias nas contas a partir da produção de energia solar. Essa iniciativa surgiu e tem sido aperfeiçoada pelo Presbitério Espírito-Santense, com acompanhamento do Diretor Administrativo Daniel Moreira; Gerente de Construção Carmo Antônio; e o Técnico em Eletrotécnica Jakson Nascimento. Segundo Jakson Nascimento, tal implementação acarretará em uma economia de 85 a 95% do valor nas contas de energia, a depender de cada concessionária. 

Usinas 

No total, atualmente a instituição utiliza sete usinas produzindo energia para compensação de créditos em igrejas. As usinas são monitoradas remotamente, de maneira que se pode detectar a sua produção em tempo real. 

Uma delas está situada no município de Serra, onde em outubro de 2018 o Presbitério iniciou a instalação da Usina de Energia Solar no Maanaim de Carapina. No mês de maio de 2019, a obra foi concluída, com expectativa inicial de que os créditos gerados no local fossem compensados nas contas de 92 igrejas, quatro Maanains e a Sede do Presbitério. No entanto, as expectativas foram superadas e os créditos são compensados em 187 templos vinculados e cinco Maanains, além da Sede do Presbitério. 

A intenção é que em breve seja implementada a oitava usina, que irá gerar 150 mil kWh/mês. Essa, será instalada em uma área da ICM denominada Sítio Esperança, em Putiri, Serra. A expectativa é que essa usina supra a necessidade de todos os templos do Espírito Santo, que são cerca de 1.500. 




As outras seis usinas são em Minas Gerais, sendo duas no Maanaim de Belo Horizonte (Estacionamento e templo), uma no Maanaim de Divinópolis, outra no Maanaim de João Monlevade, além dos Maanains de Juiz de Fora e Uberlândia. Juntas, elas têm abastecido mais de 300 igrejas no estado que possuem consumo acima de 100 kWh/mês. 

Além dessas sete, existe, ainda, aquelas usinas que produzem energia apenas para abastecer o próprio local, sem gerar créditos para outros templos. Esse é o caso da Igreja Cristã Maranata de Praia da Costa IV, em Vila Velha, Jardim Camburi III, em Vitória e outra em Marabá – PA. 

Sistemas On-Grid e Off-Grid

Jakson explica como acontece o Sistema On-Grid, usado majoritariamente pela instituição: “Estamos utilizando o sistema de compensação de créditos, Sistema on-grid, ou seja, durante o dia, a unidade consome a energia que ela produz, e o que sobra é injetado na rede da concessionária, para que durante a noite essa energia injetada possa voltar para atender aquela unidade, por exemplo, no horário do culto; como a energia que será injetada será maior do que a que vamos consumir no local,  ela se torna créditos para serem consumidos em até cinco anos, ou em outras unidades cadastradas, desde que seja no mesmo CNPJ e a mesma concessionária.”

Esse foi o modelo adotado. No entanto, existe também o sistema Off-Grid, utilizado em uma ICM, mas que não é uma alternativa para ser utilizada em todas as unidades do Brasil, segundo Jakson. “Temos uma Igreja em Coqueiro, Matipó – MG, que utiliza o Sistema Off-Grid, o qual não necessita da concessionária local, pois a energia produzida durante o dia é armazenada em baterias e utilizada durante à noite, porém esse sistema ainda não é viável para o nosso propósito”, esclareceu ele.

Expansão

A expectativa da Maranata é implantar usinas de geração de energia em todos os estados do Brasil, gradativamente, após a conclusão dos projetos no Espírito Santo. Além disso, a Diretoria estuda a implantação de um Setor de eficiência energética, para acompanhamento dos gastos com energia elétrica e melhor controle.

X
Olá! Faça seu cadastro no VitóriaNews.
{{app_feedback}}
{{getTitulo}}
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Comentando como
{{dados_login.nome}}
Sair
{{app_feedback_comment}}
{{comentario.nome}}
{{comentario.comentario}}
Notícias Relacionadas