Linhares devolve 110 animais silvestres ao habitat natural com entrega voluntária - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Sustentabilidade
Linhares devolve 110 animais silvestres ao habitat natural com entrega voluntária
Publicado por Redação VitóriaNews
Divulgação PML

Um total de 110 animais silvestres entregues voluntariamente pela população à secretaria municipal de Meio Ambiente de Linhares (Sema) foram devolvidos ao seu habitat natural. O número é referente ao ano de 2019 quando a Sema fez uma campanha de incentivo à entrega voluntária. A ação continua neste ano de 2020 como forma de diminuir a necessidade de apreensões.

A criação de animais silvestres em cativeiro doméstico ilegal caracteriza crime ambiental podendo gerar multa, apreensão dos animais e apetrechos além de prisão aos responsáveis em caso de fiscalização. A multa, dependendo da espécie, pode chegar a R$ 3,5 mil por animal apreendido. A secretaria municipal de Meio Ambiente não realiza a captura de animais silvestres, a não ser em casos que o animal esteja debilitado ou necessitando de algum cuidado especial.

Os moradores de Linhares que criam animais silvestres sem autorização legal podem realizar a entrega voluntária destas espécies, diariamente de segunda a sexta-feira, à sede da secretaria municipal de Meio Ambiente, localizada na Rua Rufino de Carvalho, no centro da cidade, onde funcionava a antiga sede do Detran, ou solicitar o seu recolhimento pelo telefone 27 3372 2067, sempre das 08h às 16h.

Segundo a diretora de fiscalização ambiental da Prefeitura de Linhares, Jamara Silva, o número de animais é bastante expressivo. “É muito bom poder contar com o apoio da população que cada vez mais se conscientiza de que é necessário cuidar e preservar a fauna e, nos ajuda não apenas com as informações sobre animais encontrados nas vias públicas e mantidos em cativeiro, como também na entrega voluntária”, explica.

Jamara frisa que a criação, compra e venda de animais silvestres configura crime ambiental. “Entretanto, estamos reforçando que, quem optar por realizar a entrega voluntária ficará isento de responsabilidade criminal e administrativa. Apesar de o objetivo da campanha ser voltado à educação ambiental e conscientização da população, é importante ressaltar que o valor da multa aplicada a quem mantém um animal silvestre ilegalmente em cativeiro”, afirmou a diretora de fiscalização. 

Projeto Cereias

Os animais entregues pela população e que necessitam de tratamento são encaminhados ao projeto Cereias – Centro de Reabilitação de Animais Silvestres, localizado em Aracruz.

Uma vez em contato com os animais em questão, os médicos veterinários e biólogos do projeto efetuam a avaliação e o levantamento dos animais que são apreendidos e resgatados. Após certificar-se de que eles estão sadios, os profissionais os devolvem ao seu habitat.

No entanto, se for constatado algum tipo de debilidade, os animas recebem tratamento veterinário, podendo durar de poucos dias a meses. Terminado o tratamento e estando em perfeitas condições, os animais são reinseridos na natureza.

X
Olá! Faça seu cadastro no VitóriaNews.
{{app_feedback}}
{{getTitulo}}
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Comentando como
{{dados_login.nome}}
Sair
{{app_feedback_comment}}
{{comentario.nome}}
{{comentario.comentario}}
Notícias Relacionadas