Só um terço das cidades brasileiras têm museu, segundo IBGE

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – Museus estavam presentes em 29,6% dos municípios brasileiros em 2021, período marcado pela pandemia de Covid-19, apontam dados divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A proporção subiu frente a 2018 (25,9%), ano anterior de comparação, e é o maior de uma série histórica com percentuais desde 1999. Apesar disso, ainda corresponde a menos de um terço das cidades.

O IBGE também apontou que 23,3% dos municípios brasileiros contavam com teatros ou salas de espetáculo em 2021 —a proporção era de 20,6% em 2018.

A existência de cinemas é ainda menor. Em 2021, apenas 9% dos municípios tinham esse equipamento cultural, diz o instituto. A proporção era de 10% em 2018.

Os dados integram o Siic (Sistema de Informações e Indicadores Culturais), que reúne estatísticas de diferentes pesquisas do IBGE.

Entre elas, estão a Munic (Pesquisa de Informações Básicas Municipais), que em 2021 investigou os 5.570 municípios do país, e a Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua).

O IBGE estima que, em 2021, 68,6% da população brasileira vivia em municípios com museus. Ou seja, a parcela restante, de 31,4% (quase um terço), não contava com a existência desse equipamento cultural em sua cidade.

Conforme o instituto, 14,9% dos municípios estavam distantes mais de uma hora de localidades com museu. No Norte, essa proporção chegou a 70% das cidades. O Sul teve o menor percentual, de apenas 1,3%, seguido pelo Sudeste (5,3%).

Ainda de acordo com o IBGE, 69,4% da população do país vivia em municípios com teatros ou salas de espetáculo e 57,5% em locais com cinema em 2021.

A parcela de 18,5% das cidades brasileiras, diz o instituto, estava distante mais de uma hora de localidades com teatro. No caso do cinema, esse percentual era maior, de 34,4%.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Pinterest
Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.