Shevchenko assume federação e institui detector de mentiras para árbitros

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) – Andriy Shevchenko, ex-atacante e ídolo do futebol ucraniano, adotou medidas controversas ao assumir a federação de futebol de seu país em janeiro deste ano.

Shevchenko instituiu o uso de detector de mentiras nos árbitros para combater corrupção e manipulação de jogos. Árbitros reprovados no teste não poderão mais apitar jogos na Ucrânia.

O instrumento mede mudanças de pressão, fluxo sanguíneo, respiração e suor para determinar se o examinado está dizendo a verdade.

A medida recebeu críticas no país, com o técnico Volodymyr Sharan classificando-a como uma tentativa de controle e ironizando que jogadores e técnicos também deveriam passar pelo detector de mentiras.

A adoção de um sistema totalmente aleatório para escolher os árbitros de cada partidas foi outra mudança implementada por Shevchenko.

Em 2018, o ministro do Interior da Ucrânia liderou um inquérito que acusou 35 clubes locais de estarem envolvidos em manipulação de resultados. Um total de 328 pessoas participaram do esquema, com 57 casos de manipulação de jogos.

“Os clubes subornam árbitros na Ucrânia há muitos anos”, disse o jornalista ucraniano Mykola Reshniuk, do Tribuna, ao The Athletic.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.