Servidores do IBGE fazem paralisação em dez estados nesta quarta (15), diz sindicato

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Trabalhadores do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) farão uma paralisação nesta quarta-feira (15) em dez estados, segundo informações divulgadas pela Assibge, a entidade sindical que representa os servidores.

A previsão é de que as atividades sejam paralisadas ou parcialmente suspensas nos seguintes locais: Acre, Mato Grosso, Goiás, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe e Pernambuco.

Além disso, conforme a Assibge, a expectativa é de que outros estados tenham atos em frente a superintendências e agências do instituto. Os trabalhadores pressionam por reestruturação de carreira, reajuste salarial para temporários e mais orçamento para o IBGE.

Segundo representantes dos servidores, o impacto da paralisação nesta quarta dependerá da adesão ao movimento. Em tese, um dia parado não influenciaria tanto a produção de indicadores. A avaliação, por outro lado, é de que esse movimento pode servir como uma espécie de embrião para uma greve em junho.

“Após uma negociação salarial frustrante com o Ministério da Gestão e Inovação, que resultou em 0% para recomposição salarial em 2024, os trabalhadores receiam que a contraproposta de reestruturação da carreira do IBGE, a ser apresentada no dia 28 de maio, seja rebaixada, assim como tem ocorrido em algumas categorias que estão negociando com o governo”, diz a Assibge.

“O calendário de mobilização aponta para a realização de atos no dia do aniversário do IBGE, 29 de maio, e uma possível deflagração de greve por tempo indeterminado, a partir do dia 10 de junho, caso a contraproposta do governo seja frustrante”, aponta outro trecho da nota divulgada pela entidade.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.