Se fazem isso comigo, podem fazer com todo mundo, diz Trump após condenação

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um dia depois de se tornar o primeiro ex-presidente americano condenado em ação criminal na história dos Estados Unidos, Donald Trump afirmou ser alvo de perseguição no momento em que tenta voltar à Casa Branca nas eleições de novembro.

“Se eles podem fazer isso comigo, eles podem fazer isso com todo mundo”, afirmou o republicano de 77 anos em um pronunciamento à imprensa na Trump Tower, em Nova York, antes de falar sobre os temas que são caros ao seu eleitorado, como migração, impostos e violência.

Trump negou ter cometido qualquer crime.

Nesta quinta-feira (30), um júri formado por 12 pessoas na Corte Criminal de Manhattan, em Nova York, avaliou que o empresário é culpado nas 34 acusações de falsificação de registros empresariais para encobrir pagamentos à atriz pornô Stormy Daniels e, assim, evitar que ela divulgasse supostamente ter mantido relações sexuais com Trump às vésperas da eleição de 2016. A sentença de Trump será definida no dia 11 de julho.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.