Saiba como se cadastrar e receber R$ 5.100 da Caixa por causa das chuvas no Rio Grande do Sul

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Começou nesta segunda-feira (20) o processo de cadastro das famílias que receberão o Auxílio Reconstrução, um voucher de R$ 5.100 que será repassado pelo governo federal para as vítimas das enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul no final de abril.

O pagamento será feito em uma parcela única e não há previsão para o início da liberação dos valores. O governo diz trabalhar para que o benefício seja disponibilizado ainda neste mês.

As prefeituras dos mais de 300 municípios atingidos já tiveram o cadastro liberado; essa é a primeira fase para receber o pagamento.

O benefício será concedido para moradores que abandonaram seus imóveis de forma definitiva ou temporária em 369 cidades em estado de calamidade pública ou situação de emergência. Clique aqui para ver a relação.

*

COMO SERÁ FEITO O CADASTRO?

O processo para cadastro e pagamento do Auxílio Reconstrução será dividido em três etapas. Na primeira fase, as prefeituras ficarão responsáveis por cadastrar as famílias que estão desalojadas ou desabrigadas em decorrência das chuvas, o que já está sendo feito.

Um funcionário determinado pela prefeitura terá de preencher um formulário com nome e CPF do responsável pela família que será, de preferência, uma mulher. Também serão informados os dados dos outros integrantes.

O servidor ainda terá de enviar outra planilha com o cadastro de ruas que foram parcialmente ou totalmente inundadas ou danificadas pelas enchentes e eventuais deslizamentos de terra. O sistema já foi liberado para preenchimento na segunda-feira (20).

COMO A FAMÍLIA CONFIRMA OS DADOS?

A segunda etapa começa na próxima segunda-feira (27), com o responsável pela família confirmando os dados cadastrados no site do programa.

VEJA ABAIXO COMO FAZER O PASSO A PASSO:

O responsável familiar terá de entrar no site do Auxílio Reconstrução (https://www.gov.br/mdr/pt-br/auxilioreconstrucao)

No lado direito, será disponibilizado um link no item “Confirme o seu benefício – Sou cidadão”. No momento, há uma mensagem indicando que essa opção estará disponível a partir de 27 de maio.

Segundo o governo, ao clicar no item, será pedido o login e senha no portal Gov.br e o contribuinte deve confirmar o cadastro. Clique aqui para saber como criar a conta no portal Gov.br.

O responsável pelo cadastro deverá procurar a prefeitura em caso de erro nas informações do cadastro

Após o beneficiário confirmar as informações, elas serão cruzadas com outros dados que já constam no sistema do governo como os da Previdência Social, outros benefícios assistenciais e sociais, CadÚnico (Cadastro Único) e outros cadastros.

QUANDO SERÁ FEITO O PAGAMENTO?

O pagamento será liberado após ser comprovada a veracidade no cruzamento de informações do nome e do CPF. Questionado se há um prazo para iniciar o depósito dos R$ 5.100, o ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional não respondeu até a publicação da reportagem.

ONDE SERÃO PAGOS OS R$ 5.100?

O valor será pago pela Caixa Econômica Federal. Se o beneficiário tiver uma conta no banco (corrente ou poupança), receberá o crédito automaticamente. Quem não possui conta na Caixa, a instituição financeira promete abrir uma Poupança Social Digital para o recebimento do benefício e a movimentação poderá ser feito pelo aplicativo Caixa Tem.

RECEBO OUTROS BENEFÍCIOS. TENHO DIREITO AO AUXÍLIO RECONSTRUÇÃO?

De acordo com a medida provisória 1.219, que definiu o Auxílio Reconstrução, as pessoas que recebem outro tipo de benefício assistencial ou social como aposentadoria, Bolsa Família, BPC (Benefício de Prestação Continuada), pensão ou seguro-desemprego terão direito a receber os R$ 5.100, desde que morem em uma das cidades atingidas.

O VALOR PAGO NO AUXÍLIO RECONSTRUÇÃO ENTRA NO CÁLCULO DE RENDA DO CADASTRO ÚNICO OU DO BPC?

A quantia paga no benefício não entrará nas contas que definem quem tem direito a fazer parte do Cadastro Único ou quem pode receber o BPC.

MORO COM OUTRAS PESSOAS NO IMÓVEL. ELAS TERÃO DIREITO AO BENEFÍCIO?

Não, o Auxílio Reconstrução será pago apenas uma vez, por família, incluindo todos os moradores de um mesmo imóvel, independentemente se são parentes ou não.

EXISTE REGRA PARA O USO DO DINHEIRO?

Não, o governo afirma que “cada família sabe a melhor forma de utilizar o recurso”, mas a intenção é que ele seja usado para compra de móveis, material de construção, alimentos, produtos de limpeza, material escolar e outros itens que se perderam nas enchentes.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.