Ronnie Lessa deve ser transferido para Tremembé nesta quinta-feira

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Ronnie Lessa, assassino confesso da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, deve ser transferido para o complexo prisional de Tremembé, em São Paulo, nesta quinta-feira (20).

Lessa vai deixar o Presídio Federal de Campo Grande nesta manhã. A informação foi confirmada ao UOL por fontes ligadas ao sistema de administração penitenciária de São Paulo.

Expectativa é de que Lessa seja alocado em uma cela isolada. Ele ficará em uma área que abriga presos ameaçados de morte.

O UOL buscou a Secretaria de Administração Penitenciária. O órgão não deu retorno sobre o assunto até o momento. A nota será atualizada quando caso tenha resposta.

SINDICATO ALERTOU SOBRE PERIGO À VIDA DE LESSA

Ala de Tremembé para qual Lessa deve ir é dominada pelo PCC e ele corre risco por ser miliciano. Segundo nota divulgada pelo Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo, a chegada do preso também pode causar “instabilidade” dentro da prisão.

A segunda ala do complexo penitenciário, conhecida como “presídio dos famosos”, é “inadequada”, alega o sindicato. Os policiais penais sugeriram que ele cumprisse pena no Regime Disciplinar Diferenciado de Presidente Bernardes.

Alerta sobre monitoramento de Lessa também foi emitido pela categoria. O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, determinou que todas as comunicações, verbais ou escritas, do ex-PM fossem monitoradas. O sindicato alegou que o monitoramento é “inviável”.

Secretaria de Administração Penitenciária afirmou que vai seguir ordem judicial. Ao UOL, o órgão informou que a decisão de Moraes estabelece cumprimento de pena em Tremembé, o que deve ser cumprido.

Compartilhe: