3 funcionárias de Felipe Titto são agredidas por motorista de aplicativo - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Ricos e Famosos
3 funcionárias de Felipe Titto são agredidas por motorista de aplicativo
Publicado por Estadão Conteúdo
Divulgação

Três mulheres que trabalham na agência de comunicação do ator Felipe Titto foram agredidas por um motorista de aplicativo depois de reclamarem que o condutor dirigia de forma perigosa e acima da velocidade permitida na tarde desta quinta-feira, 7, em São Paulo.

As vítimas solicitaram a viagem pelo aplicativo da 99 em Pinheiros, na zona oeste da capital, e foram até o São Paulo Expo, na Rodovia dos Imigrantes, na zona sul, onde Titto participaria de uma palestra sobre empreendedorismo.

Segundo os relatos das passageiras, o motorista não respeitava os limites de velocidade. Uma delas pediu para que ele parasse o veículo, mas o condutor se irritou e discutiu com o trio.

Ao desembarcar no centro de exposições, a advogada da agência abriu a porta para descer do automóvel e teve o pé atropelado pelo motorista. Ela ainda foi derrubada no chão, agredida a chutes e precisou ser socorrida de cadeira de rodas.

Outra passageira, uma assessora de imprensa, foi defender a colega e tomou um soco no rosto. A vítima fraturou o nariz e seria submetida a uma cirurgia na manhã desta sexta-feira, 8.

A terceira passageira, uma assessora comercial, sofreu arranhões no peito e nos braços.

Nas redes sociais, Titto publicou um vídeo em que afirmou que cancelou a participação na palestra para socorrer suas funcionárias e levá-las de carro para um hospital.

"A gente teve um problema não só com ela (assessora de imprensa), mas com o resto da equipe. Um motorista de aplicativo a agrediu. Isso foi o carro que passou por cima da perna dela", disse o ator. "A outra pessoa da equipe tomou um soco no nariz."

A 99 informou, em nota, que assim que soube da ocorrência mobilizou uma equipe para entrar em contato com as vítimas e oferecer apoio. A empresa prometeu pagar todas as despesas hospitalares das mulheres agredidas, "além de um serviço de carro para que elas possam se locomover com segurança".

O motorista foi banido da 99. Sua identidade não foi revelada.

"A empresa lamenta profundamente o caso e reitera que repudia veementemente esse tipo de violência. Temos uma política de tolerância zero em relação a isso", afirmou a empresa de mobilidade. "Esclarecemos ainda que todos os condutores parceiros devem tratar passageiros com boa fé, profissionalismo e respeito. Em comportamentos como esse, que vão contra os Termos de Uso da Plataforma, todas as medidas corretivas são adotadas - e incluem o bloqueio definitivo do perfil do motorista."

O caso ainda não foi registrado na Polícia Civil.
X
Olá! Faça seu cadastro no VitóriaNews.
{{app_feedback}}
{{getTitulo}}
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Comentando como
{{dados_login.nome}}
Sair
{{app_feedback_comment}}
{{comentario.nome}}
{{comentario.comentario}}
Notícias Relacionadas