Resgate de cavalo atendeu clamor da população, diz bombeiro que participou do salvamento

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O resgate do cavalo ilhado no telhado de uma casa em Canoas, no Rio Grande do Sul, mobilizou internautas e influenciadores. O animal foi retirado do local na manhã desta quinta-feira (9) por voluntários e bombeiros de São Paulo com o uso de um bote.

Nas redes sociais, artistas, voluntários e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) acompanharam a situação do animal. Segundo o capitão Tiago Franco, um dos socorristas, o planejamento começou ainda na noite de quarta (8) e a sensação é de felicidade e dever cumprido pelo clamor da população.

“Foi uma operação complicada, o cavalo estava a aproximadamente 4,5 quilômetros do início da enchente e a busca demorou”, explica ele. “O resgate atendeu ao clamor geral nas redes sociais e a equipe está aliviada por ter dado tudo certo e ele ter sido resgatado com vida e saudável. Agora ele está no hospital e vai ser observado pelos veterinários.”

Junto com os bombeiros estava também uma equipe de veterinários, a fim de auxiliar na contenção do animal. Para poder deitar na balsa, ele foi sedado.

O médico veterinário Leonardo Castro diz que o cavalo foi contido com uma anestesia geral. “Realizamos a contenção física e química para que ele pudesse ser colocado na balsa e, a partir daí, levado ao hospital veterinário. Agora ele está recuperado da anestesia e em plena condição clínica.”

Por meio de sua conta oficial no X (antigo Twitter), Lula afirmou que estava apreensivo ao ver as imagens do cavalo no local e foi avisado pela primeira-dama sobre o resgate. Rosângela da Silva, a Janja, disse que o animal recebeu nome composto e vai se chamar Valente Caramelo. “Obrigada a todos os envolvidos nesse resgate. Sim, estou feliz para caramba e me sinto parte disso.”

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.