Reserva de Ederson faz milagre, City vence e assume a liderança do Inglês

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Manchester City venceu o Tottenham por 2 a 0 nesta terça-feira (14), no Tottenham Hotspur Stadium, em Londres, em jogo atrasado da 34ª rodada do Campeonato Inglês. O resultado tem grandes implicações na disputa pelo título nacional.

O Manchester City só depende de si para ser campeão inglês. Com a vitória, o time de Pep Guardiola entra na rodada final com 88 pontos, dois à frente do Arsenal. Os Citizens precisam vencer o West Ham em casa no domingo (19), às 12h (de Brasília), para conquistarem o tetracampeonato consecutivo sem depender de tropeço dos Gunners.

Erling Haaland deu a vitória ao City. O centroavante marcou duas vezes, aos 6 e aos 46 minutos do segundo tempo.

Stefan Ortega teve papel fundamental no triunfo. Goleiro reserva acionado no segundo tempo, o substituto de Ederson assegurou o resultado com defesas difíceis.

Com a derrota, o Tottenham dá adeus ao sonho de disputar a próxima Liga dos Campeões. O time londrino segue estacionado nos 63 pontos, cinco a menos que o Aston Villa, diferença impossível de ser tirada em uma rodada. Os Spurs fecham sua participação nesta Premier League contra o Sheffield United, fora de casa, no domingo.

COMO FOI O JOGO

Visitantes desconfortáveis. A equipe de Manchester passou em branco na etapa inicial pela primeira vez nas últimas oito rodadas. O time de Guardiola teve menos posse de bola que o Tottenham e viu o adversário ter boa performance defensiva. Os espaços surgiram principalmente pela direita, setor no qual o rival usou o zagueiro Van de Ven na lateral. As boas aparições de Walker naquela faixa do campo, no entanto, não se materializaram em grandes jogadas.

City voltou com tudo para o segundo tempo. O então vice-líder do Inglês saiu do vestiário obstinado a assumir o topo da tabela. Em seis minutos foram duas chances claras. A melhor delas caiu nos pés de Haaland, que converteu seu primeiro chute no jogo. A equipe de Manchester não criou muitas chances depois, e só voltou a assustar de verdade quando teve pênalti marcado a seu favor. O norueguês marcou de novo aos 46′.

Preocupação para o Brasil. Ederson precisou ser substituído aos 24′ do segundo tempo após choque com Romero. O goleiro saiu -à contragosto- em decisão que pareceu ser orientada por protocolo de concussão. O arqueiro apareceu na lista de convocados da seleção para a Copa América, que começa em 20 de junho.

Goleiro reserva virou herói. Ortega entrou no lugar de Ederson e foi mais exigido que o brasileiro havia sido por 66 minutos. O arqueiro precisou fazer ao menos três defesas difíceis, a principal delas aos 40′, um milagre cara a cara com Son. Se o City for campeão, o reserva terá um lugar especial na história dessa conquista.

LANCES IMPORTANTES

Primeira chance foi do Tottenham. O time da casa assustou em contra-ataque aos 5′ do primeiro tempo. Johnson arrancou pela direita e tocou para Bentancur na entrada da área. O uruguaio chutou forte, e Ederson mandou pela linha de fundo.

Falha bizarra. O City esteve muito perto de abrir o placar aos 15′. Após bate-rebate na entrada da área, Hojbjerg tentou dar chutão, furou e a bola sobrou para Foden. Vicario saiu bem do gol e esbanjou bons reflexos para defender a finalização.

Finalização acrobática. O City teve boa ocasião aos 37′. Walker encontrou espaço nas costas da marcação e cruzou na área. Gvardiol tentou voleio de primeira e mandou por cima do gol.

Provavelmente ia ser anulado. As finalizações mais perigosas dos Citizens no primeiro tempo saíram aos 44′. Foden, que aparentava estar impedido, cruzou de forma precisa para Haaland. O norueguês bateu de primeira e Romero bloqueou. No rebote, Bernardo Silva chutou colocado, e Dragusin cortou de cabeça.

Grande defesa. O goleiro do Tottenham foi protagonista no segundo minuto da etapa final. Hojbjerg errou na saída de bola, De Bruyne foi rapidamente acionado na área e bateu de primeira, girando o corpo. O chute saiu com força e direção. O arqueiro espalmou.

Resposta dos Spurs. O Tottenham gerou boa oportunidade no minuto seguinte. Johnson cruzou rasteiro na área, Son se livrou da marcação e tentou cavar por cima de Ederson. O brasileiro saiu bem e defendeu.

0x1, Haaland aos 6′ do 2ºT. Jogada passou pelos pés de todo o quarteto ofensivo. Foden roubou a bola no campo de defesa, carregou e inverteu a jogada. Bernardo Silva dominou e lançou De Bruyne. O belga cruzou rasteiro para o meio da área. Haaland só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Irritação na substituição. Postecoglou trocou Bentancur por Kulusevski aos 10′. O meio-campista uruguaio saiu extremamente irritado, desferindo chutes e socos contra sua cadeira no banco de reservas.

Dividida feia com Ederson. Uma chance de gol se tornou uma falta dura. Aos 17′, Kulusevski bateu cruzado para a área, Romero se jogou em direção à bola e acabou acertando o goleiro do City. O zagueiro do Tottenham foi punido com cartão amarelo. Após quatro minutos de atendimento médico, o brasileiro inicialmente prosseguiu, mas depois foi substituído por Ortega.

Mostrou segurança. Ortega foi testado pela primeira vez aos 25′. Porro tocou na área, Kulusevski passou pela marcação e chutou forte. O goleiro do City defendeu com a perna esquerda.

Defesa da vitória. O Tottenham teve chance claríssima de empatar o jogo aos 40′. Akanji vacilou na frente de Johnson e Son caiu cara a cara com Ortega. O sul-coreano bateu mal, Ortega fechou bem o ângulo e impediu o gol.

0x2, Haaland aos 46′ do 2ºT. Pênalti para confirmar a vitória do City. Doku driblou Porro e foi derrubado pelo lateral dentro da área. Haaland cobrou firme, deslocou Vicario e acertou o ângulo direito.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.