‘Renascimento’, diz ciclista após ser atingida por trem durante selfie

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A ciclista que foi atingida por um trem enquanto posava para uma selfie contou ter renascido após o acidente em Uberaba (MG).

Fabiola Eugênio Arrabaça Moraes relatou ter passado por ”uma dor insuportável”. ”Foi muito sofrido para mim, mas estou bem”, contou nesta sexta-feira (7) durante entrevista no programa Encontro, da TV Globo, depois de quatro meses do ocorrido.

A ciclista disse que por muito tempo não conseguiu olhar para as fotos e vídeos gravados no dia. ”Eu não conseguia olhar paras as fotos, o vídeo eu vi 30 dias depois, não conseguia nem ver e nem ouvir.”

A mulher fraturou a sexta costela e teve sangue pleural. Ela contou que, mesmo com morfina, não conseguia entrar na máquina e se deitar para fazer o exame de tomografia devido à dor. ”Fui perdendo a voz, a cor e não conseguia respirar direito.”

Fabíola contou que estava ”eufórica e radiante” pouco antes da batida. Ela disse que aquele foi seu melhor desempenho desde que começou a pedalar: ”Só os amantes do esporte vão entender esse meu momento”.

Vídeo mostra quando ciclista se aproxima dos trilhos para tirar uma foto. O maquinista aciona a buzina várias vezes, mas o grupo não se afasta e duas mulheres são atingidas. O acidente aconteceu no dia 13 de abril, mas o vídeo começou a circular nesta semana nas redes sociais.

Fabíola é jogada no chão. Ela é atingida na cabeça, mas é protegida pelo capacete. No vídeo, é possível ouvir a mulher pedindo ajuda: “Me deita, me deita” enquanto explica que o trem bateu nela.

Vítima foi socorrida. Bombeiros encontraram a ciclista consciente e reclamando de dores na região das costelas. Os militares identificaram uma possível fratura na costela e ela foi encaminhada para o hospital.

Ciclista contou aos bombeiros que não avaliou a proximidade com a linha do trem. A VLI, controladora da ferrovia, explicou também que o trem “não ocupa apenas o espaço dedicado à linha férrea”.

A outra ciclista que estava perto da linha do trem teve um corte na coxa. Ela se machucou após a amiga ser arremessada contra ela.

A VLI, controladora da ferrovia, lamentou o acidente e disse que apura as circunstâncias do caso. “Manter sempre distância segura da faixa de domínio, bem como evitar fazer vídeos e fotos próximo à linha do trem estão entre as dicas de segurança para evitar ocorrências. A distração por aplicativos de celular ou a pressa não valem a segurança de condutores, pedestres e ciclistas”.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.