Qual a história e o que diz o hino da Champions, que virou hit esportivo

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) – Você pode preferir chamar de Champions League ou Liga dos Campeões da Uefa, mas uma coisa é inegável quando o assunto é a competição de clubes mais importante da Europa: cada vez que se fala no torneio, logo vem na memória o hino da competição.

A música que embala o campeonato que se encerra neste sábado (1º) —com a final entre Real Madrid e Borussia Dortmund— é adotada desde 1992, cantada em três idiomas e foi feita especialmente para a disputa.

ESTILO CLÁSSICO E MARCA FORTE

O hino da Liga dos Campeões foi criado exatamente para a competição em uma reformulação feita pela Uefa em 1992. Foi quando o torneio passou a adotar o nome que ostenta até hoje, fase de grupos e também sua identidade visual. O objetivo era manter o ar clássico do torneio, disputado apenas pela nata do futebol europeu.

A Europa, naquela época, buscava um sentimento de união e o tema da competição também tinha este objetivo. Precisava ser uma canção que atingisse todos os envolvidos na disputa e os torcedores também.

Em 1992, foi assinado o Tratado da União Europeia, também conhecido como Tratado de Maastricht, que é considerado a fundação da União Europeia como conhecemos atualmente.

Tony Briten é o autor do hino, inspirado na música Zadok the Priest, de Georg Friedrich Händel, criada para a coroação do Rei George II em 1727. A canção original virou um símbolo do prestígio da monarquia britânica.

Para a gravação utilizada pela Liga dos Campeões, a música é executada pela Royal Philharmonic Orchestra de Londres e cantada pela orquestra inglesa Academy of St. Martin in the Fields.

A aceitação foi imediata, tornando o hino da Champions a maior referência em termos de música no esporte. Até hoje, a canção é executada antes de todos os jogos da competição.

MELODIA E LETRA

A melodia do hino é complexa, apesar de ser cantarolada por torcedores do mundo todo. A composição foi feita desta forma para remeter a grandiosidade da disputa, entre os melhores times do continente.

A música foi pensada de forma crescente, para atingir o clímax no momento em que a taça é erguida. O caminho até o ápice da melodia dá a ideia de conquista —rementendo ao futebol.

O hino da Liga dos Campeões é cantado em três idiomas: francês, alemão e inglês. São as três línguas oficiais da Uuefa. A letra trata especialmente de sublinhar que o torneio é disputado ‘pelos melhores’.

LETRA ORIGINAL

Ce sont les meilleures équipes

Es sind die allerbesten Mannschaften

The main event

Die Meister

Die Besten

Les grandes équipes

The champions

Une grande réunion

Eine grosse sportliche Veranstaltung

The main event

Die Meister

Die Besten

Les grandes équipes

The champions

Ils sont les meilleurs

Sie sind die Besten

These are the champions

Die Meister

Die Besten

Les grandes équipes

The champions

TRADUÇÃO LIVRE PARA PORTUGUÊS

São os melhores times

São os melhores times

O evento principal

Os Mestres

Os Melhores

As grandes equipes

Os campeões

Um grande encontro

Um grande evento esportivo

O evento principal

Os Mestres

Os Melhores

As grandes equipes

Os campeões

Eles são os melhores

Eles são os melhores

Estes são os campeões

Os Mestres

Os Melhores

As grandes equipes

Os campeões

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.