Primeira-dama da Ucrânia convida Janja para cúpula de companheiros de chefes de Estado em agosto

KIEV, UCRÂNIA (FOLHAPRESS) – A primeira-dama da Ucrânia, Olena Zelenska, afirmou nesta quinta-feira (30) que adoraria contar com a presença de Janja, mulher do presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na reunião de maridos e esposas de chefes de Estado que ela promove anualmente.

A uma delegação de jornalistas da América Latina que visita Kiev esta semana, a ucraniana afirmou que a socióloga seria uma “representante fantástica da América Latina” no evento, intitulado Cúpula de Primeiras-Damas e Cavalheiros.

Marcada para agosto, a programação –que este ano chega à sua quarta edição– busca solucionar desafios humanitários globais por meio de parcerias e iniciativas conjuntas entre países.

Na mesma ocasião, Zelenska incentivou o Brasil a se juntar à Coligação Internacional para o Retorno das Crianças Ucranianas. Trata-se de um esforço liderado pelo país invadido para mediar a volta de menores de idade ucranianos deportados ilegalmente pela Rússia em meio à Guerra da Ucrânia.

Segundo a ucraniana, uma eventual participação de Brasília na iniciativa poderia servir de impulso para melhorar as relações com Kiev, que em diversos momentos se acirraram em razão das diferentes visões do presidente ucraniano, Volodimir Zelenski, e seu homólogo brasileiro, Lula, para alcançar a paz no conflito.

Quase 30 países já se juntaram à iniciativa, sendo a Argentina o mais recente, na última quarta-feira (29). Kiev afirma que cerca de 19,5 mil crianças de seu país foram ilegalmente retiradas do território desde a invasão em grande escala de seu território, em fevereiro de 2022.

Elas teriam sido, entre outros, adotadas por famílias russas e enviadas para acampamentos para serem educadas com viés patriótico russo.

A deportação ilegal de crianças é um dos crimes de guerra que motivou a emissão de um mandado de prisão contra o presidente russo, Vladimir Putin, pelo TPI (Tribunal Penal Internacional).

A jornalista viajou a convite do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.