Porto Alegre interrompe resgate de vítimas devido a ventos fortes e ameaça de novas chuvas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O resgate das vítimas em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, foi interrompido no início da tarde desta quarta-feira (8) devido a previsão de chegada de chuva e ventos fortes na capital gaúcha.

De acordo com a prefeitura, há possibilidade de precipitação de até 15 milímetros e ventania de até 80 km/h, o que aumentam o risco de descargas elétricas.

Por isso, a movimentação de barcos com equipes de resgate nas áreas alagadas teve que ser suspenso.

Na manhã desta quarta-feira, o lago Guaíba baixou 20 centímetros desde a noite de terça e chegou a 5,08 metros de altura, às 11h. Apesar da redução, o nível das águas permanece acima da cota de inundação de 3 metros

No sábado, o lago chegou a 5,30 metros, segundo informações do Ceic (Centro Integrado de Coordenação de Serviços).

Pelo Instagram, o prefeito de Rio Grande, Fábio Branco, fez um alerta para para as chuvas intensas na região durante a quarta-feira. “Isso dificulta o escoamento das águas”, informou. “Há um índice muito forte de chuva para as próximas horas e isso vai acelerar com a mudança do vento.”

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.