sábado, 13 agosto, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Anitta se opõe ao PT no Rio e endossa candidatura de Molon ao Senado

Artistas saíram em defesa da candidatura de Alessandro Molon (PSB) ao Senado após o diretório fluminense do PT anunciar o fim da aliança estadual com o partido por não concordar com a manutenção do deputado federal na disputa. Anitta, Leo Jaime e Cissa Guimarães foram alguns dos que foram a público declarar voto no pessebista, a despeito da insatisfação da executiva petista.

O acordo no Rio era que o PSB abrisse mão da vaga para o Senado em troca do apoio do PT a Marcelo Freixo (PSB), que disputará o governo. Os petistas desejavam que André Ceciliano (PT) fosse o escolhido para concorrer à cadeira. Molon, contudo, não abdicou de sua candidatura, abrindo uma crise com o partido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nesta terça-feira, 2, a executiva estadual do PT-RJ aprovou, por maioria, o rompimento da aliança com Freixo. Cabe ainda ao diretório nacional validar a decisão junto com os partidos que compõem a federação: PCdoB e PV.

Anitta foi às redes sociais pedir que Molon “lance logo” sua candidatura. O deputado, então, perguntou se a cantora pretende apoiá-lo. Ela respondeu: “pois eu voltei do retiro espiritual achando que já tinha um candidato para votar. Estou te esperando”.

Pelo fato de a cantora ser muito conhecida pelos jovens, os candidatos veem nela uma oportunidade para crescer nesse eleitorado e comemoram o apoio da artista, considerado estratégico para a campanha de internet. A carioca tem mais de 17 milhões de seguidores no Twitter e 63 milhões no Instagram, e suas publicações sobre política costumam reverberar nas redes sociais.

Recentemente, ela jogou holofotes sobre o PT ao declarar apoio em Lula e, em seguida, afirmar que não autoriza o partido a usar sua imagem para promover candidatos. A carioca também declarou apoio em Marina Silva (Rede), descrita por ela como sua “presidenta dos sonhos”. Marina deve ser candidata a deputada federal por São Paulo, após Fernando Haddad (PT) tentar emplacá-la como sua vice na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes.

Além dos artistas, Molon também comemora o apoio público do presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros. Em derrota para o PT, o dirigente gravou um vídeo descrevendo o deputado como o que “tem mais condições” para derrotar o candidato da chapa adversária, encabeçada pelo governador bolsonarista Cláudio Castro (PL).

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas