segunda-feira, 15 agosto, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

PF faz busca contra ‘Colômbia’ e encontra até ‘registro de nascimento de índio’

A Polícia Federal em Manaus cumpriu nesta sexta-feira, 22, mandado de busca e apreensão contra Rubens Dario da Silva Villar, o ‘Colômbia’ – apontado como financiador da pesca ilegal no Vale do Javari e citado em meio às investigações do assassinato do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Philips.

De acordo com os investigadores, a diligência foi realizada no âmbito da investigação que apura uso de documento falso – Colômbia foi preso em flagrante ao apresentar documento falso aos policiais quando compareceu à delegacia da PF para ‘negar envolvimento’ com o assassinato de Bruno e Dom.

Durante a busca, os agentes encontraram ‘inúmeros documentos com locais de nascimento e nacionalidades diversas’, além de um ‘Registro Administrativo de Nascimento de Índio (RANI) onde o investigado afirma ter nascido na Comunidade Indígena Boa Vista, Terra Indígena Boa Vista, tribo indígena Kokama’, diz a PF.

“Os fatos denotam que o nacional se utiliza deliberadamente da falsificação de documentos para obter benefícios diversos”, registrou a corporação em nota.

O mandado de busca contra ‘Colômbia’ foi cumprido no mesmo dia em que a Justiça Federal no Amazonas colocou no banco dos réus Amarildo da Costa Oliveira, ‘Pelado’, Oseney da Costa de Oliveira, ‘Dos Santos’, e Jefferson da Silva Lima, ‘Pelado da Dinha’, pelos assassinatos a tiros de Bruno e Dom.

Segundo denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal, os tiros disparados pelos acusados destinavam-se ao ex-servidor da Funai e a morte do britânico se deu para ‘assegurar a impunidade de tal crime’.

Em uma peça de 23 páginas, a Procuradoria indicou que a decisão de matar Bruno ‘decorreu do fato de a vítima ter tirado fotografia de Amarildo e de sua embarcação, afirmando que aquela era a ‘embarcação do invasor’ – informações que constam da confissão do pescador. “Motivo fútil, portanto”, indica a denúncia em referência a primeira qualificadora dos crimes de homicídio imputados ao trio acusado.

No entanto, segundo cota apresentada junto à denúncia as investigações sobre o caso seguem, ‘a fim de esclarecer a autoria e participação dos demais agentes na prática da ocultação dos cadáveres e do próprio homicídio’.

Foi determinada a transferência, de Tabatinga para Manaus, de ‘Pelado’, ‘Dos Santos’ e ‘Pelado da Dinha’. A Justiça Federal atendeu um pedido da Polícia Federal, com parecer favorável do Ministério Público Federal, apontando que, em Tabatinga, há ‘problemas variados, não só falta de vagas, mas também resgates possíveis’. Além do trio denunciado pelo MPF, a decisão também atingiu ‘Colômbia’.

De acordo com a PF, ‘Dos Santos’ e ‘Pelado da Dinha’ serão transferidos para Manaus neste sábado, 23, com previsão de chegada às 13h30.

Pepita Ortega
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas