domingo, 14 agosto, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Freixo pede união e diálogo após conflito em manifestação no Rio

O pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo (PSB), pediu hoje respeito e união, um dia após uma caminhada promovida por militantes de esquerda em apoio a ele terminar em tumulto com bolsonaristas.

“O povo do Rio de Janeiro é pacífico e quer tranquilidade para poder trabalhar e prosperar. União, diálogo e respeito. É disso que o nosso Estado precisa para virar a página. Um bom domingo a todas as famílias”, disse o também deputado federal em publicação no Twitter.

Como mostrou o Estadão/Broadcast, a confusão aconteceu próxima a uma feira na Praça Saenz Peña, na Tijuca, zona norte do Rio. O tumulto aconteceu após os apoiadores de Freixo se encontrarem com militantes de direita que estavam no local com o deputado estadual bolsonarista Rodrigo Amorim (PTB). Vídeos que circulam nas redes sociais mostram discussões entre os dois grupos. Boletins de ocorrência foram registrados na polícia por ambos os lados. Apoiadores de Freixo relatam que houve agressão física, o que Amorim nega.

A confusão ocorreu em meio à escalada da violência política no Brasil. Há uma semana, o tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu, Marcelo Arruda, foi assassinado na sua festa de aniversário pelo bolsonarista Jorge Guaranho.

Bruno Luiz
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas