sexta-feira, 19 agosto, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Delação de empresário levou a afastamento de prefeito e secretários em Marataízes

Uma delação premiada permitiu que a Polícia Federal (PF) desbaratasse um esquema pedidos de propinas por agentes públicos na cidade de Marataízes, no litoral sul do Espírito Santo. Em 14 de junho deste ano, a PF afastou dos cargos públicos, por 90 dias, o prefeito Robertino Batista da Silva, o Tininho, o secretário de Obras, Ricardo Pepe Reis e o de Saúde Eraldo Duarte Silva Junior. Os três são investigados por prática de crime de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Essa história começou em 2020 em São Mateus, no norte capixaba, com a primeira fase da “Operação Resgate”. Lá a Polícia Federal identificou “possível direcionamento de licitação ou simulação de competição” com “suposto favorecimento” das empresas controladas pelo empresário  John Lennon Sala Damiani. 

Ao longo das investigações a PF não apenas constatou que os indícios eram verdadeiros, mas também descobriu outros crimes a partir do acordo de colaboração premiada celebrado entre o empresário e o Ministério Público Federal. Foi quando Marataízes entrou nas investigações. No município do litoral sul do Espírito Santo a polícia passou a investigar “irregularidades na contratação de fornecimento de ambulâncias” com a empresa Removida Emergências Médicas Eireli, de propriedade de John Lennon em 2019.

Delação – O empresário declarou à Justiça que sua relação com a Prefeitura de Marataízes começou quando sua empresa venceu um procedimento licitatório em forma de pregão presencial e que naquela ocasião não conhecia ninguém na administração. Ainda segundo o empresário, as primeiras conversas dele com o prefeito Tininho e com o secretário de Saúde Eraldo Duarte foram “normais e legais”. Nos encontros seguintes, no entanto, o secretário de Saúde começou a pressionar John Lennon ameaçando terminar o contrato, caso o empresário não definisse “como poderia ajudar” o grupo.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas