Prefeito de Fundão é alvo de ação por improbidade administrativa - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Política
Prefeito de Fundão é alvo de ação por improbidade administrativa
Publicado por Redação VitóriaNews
Joilson Rocha Nunes (Pretinho), prefeito de Fundão. Divulgação PMF

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) ajuizou uma Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa em face do atual prefeito de Fundão, Joilson Rocha Nunes (Pretinho), e do secretário municipal de Turismo, Cultura e Lazer, Gabriel Martini. Eles contrataram indevidamente os serviços da empresa Classe Locação de Equipamentos e Entretenimento, representada por Christian Pinto Faria.

A investigação constatou que a mesma empresa prestou serviços durante a campanha do grupo político de Joilson nas eleições municipais de 2016, com valores abaixo do preço de mercado. Em troca, o grupo político se comprometeu a considerar proposta de futura contratação da firma pela prefeitura, caso conseguisse vencer a eleição.

Rocha Nunes tomou posse em 27 de outubro de 2017. Na época, a prefeitura tinha contrato recém firmado com outra empresa para executar os serviços de iluminação, sonorização e locação de palco. O contrato atendia às demandas existentes. Contudo, conforme as investigações do MPES, Joilson e Gabriel passaram a adotar medidas escusas para permitir a contratação da nova firma para realizar os mesmos serviços.

Veja a ação.

X
Olá! Faça seu cadastro no VitóriaNews.
{{app_feedback}}
{{getTitulo}}
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Comentando como
{{dados_login.nome}}
Sair
{{app_feedback_comment}}
{{comentario.nome}}
{{comentario.comentario}}
Notícias Relacionadas