Policial afastado por invasão em favela é morto a tiros em Fortaleza

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O cabo José Heliomar Adriano de Souza Filho, de 42 anos, foi morto a tiros no domingo (12), em um bar de Fortaleza.

Policial estava de folga e morreu no local. Outra vítima, que trabalha no bar, também foi atingida e levada a um hospital próximo.

Caso está sob investigação. Equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE), do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará e da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) foram acionadas e realizaram os primeiros levantamentos no local. O 11° DP está com o caso.

PM do Ceará presta solidariedade. Em nota, a PM confirmou a morte de José Heliomar Filho e afirmou que “se solidariza com a dor dos familiares e amigos, ao tempo em que coloca o aparato da Instituição à disposição”.

POLICIAL ERA INVESTIGADO

Cabo foi afastado por participar de invasão em favela. Em fevereiro deste ano, José Heliomar Filho e outros policiais teriam ido à Comunidade do Caldeirão para matar membros do Comando Vermelho. O ato seria uma retaliação à morte do PM Bruno Lopes Marques.

Equipe foi surpreendida por membros de facção. Durante a troca de tiros, José Heliomar Filho e os outros policiais foram baleados, e dois civis foram mortos. Procurada, a PM não se posicionou sobre o caso.

Envolvidos no caso tiveram de passar por conselho de disciplina. Todos foram afastados por 120 dias de seus serviços a partir do dia 11 de março de 2024.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.