Polícia prende dupla suspeita de roubar Rolex do ‘dentista das estrelas’

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Policia Civil de São Paulo prendeu nesta quarta-feira (19) dois homens suspeitos de terem participado do roubo do relógio da marca Rolex do dentista Roberto Viotto em fevereiro. A joia ainda não foi encontrada.

O assalto ocorreu em fevereiro na clínica de Viotto, conhecido como “dentista das estrelas”, no Tatuapé, zona leste de São Paulo. Câmeras de segurança no local registraram o ocorrido.

O Rolex, segundo ele, vale cerca de R$ 300 mil. Na época do assalto, o dentista afirmou que havia trocado duas motocicletas pelo relógio, um mês antes.

“Eu dei as duas motos em troca desse relógio. Não deu nem tempo de curtir. Ainda sobrou um carnê, de uma das motos, e uma dívida com o relojoeiro”, disse em vídeo publicado em sua conta no Instagram.

Também influenciador digital e com mais de 1 milhão de seguidores em seu Instagram, Viotto atende a celebridades e políticos, como o ator italiano Simone Sussina, a cantora Ludmilla e a jogadora de vôlei Key Alves. Numa de suas publicações, ele apareceu com Neymar da Silva Santos, o pai do jogador Neymar.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), é um de seus pacientes.

No momento do roubo, Viotto ministrava uma palestra no auditório de sua clínica para cerca de 20 alunos de pós-graduação. Após render funcionárias da recepção, a dupla entrou na clínica, percebeu que havia muita gente e saiu.

Na sequência, pegaram uma funcionária e falaram para a mulher mostrar quem era o dentista. Um dos ladrões, com capacete de motociclista na cabeça foi direto ao dentista, o chamando pelo nome.

A cena consta em um vídeo divulgado pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) na tarde desta quarta-feira.

Segundo o Deic, as detenções ocorreram em Taboão da Serra, na região metropolitana de São Paulo.

Os policias da 1ª Delegacia Patrimônio aprenderam também parte das roupas, tênis, mochila, dois capacetes, e uma motocicleta utilizados no dia do assalto.

A dupla passará por reconhecimento para confirmar o envolvimento, diz a Polícia Civil.

A equipe esteve em dois imóveis em Taboão da Serra. Um dos procurados foi detido na rua Padre Cícero, Jardim Saint Moritz. Os policiais encontraram um celular roubado e outros objetos, inclusive roupas usadas no assalto. A outra prisão ocorreu na rua Antônio Vidal da Silva, onde estava a motocicleta.

Ao todo, foram apreendidos dois capacetes, cinco aparelhos celulares -um deles roubado-, quatro motos, uma blusa, uma bolsa, uma mochila, um par de tênis, 15 anéis, quatro correntes de metal, duas pulseiras, cinco relógios, sendo uma réplica de Rolex.

Em dezembro passado, o cardiologista Roberto Kallil, médico do presidente Lula (PT), estava na garagem de seu consultório e teve uma arma apontada em sua direção. O criminoso levou o relógio de pulso do médico, avaliado em R$ 1 milhão, segundo a polícia. Não houve agressão física durante a ação.

O assalto ocorreu na Bela Vista, região central de São Paulo. Dois suspeitos do crime também foram presos em Taboão da Serra. O relógio acabou encontrado no início de janeiro passado, na mesma cidade, e devolvido ao médico.

INVESTIGAÇÃO DE RACHA

O dentista Viotto está envolvido em outro caso policial. Ele é investigado pela participação em um suposto racha, quando um carro de luxo atropelou a moto em que estava a esteticista Maria Graciete Alves de Araujo, 36, em Barueri, na Grande São Paulo, no mês passado. Ela era passageira da motocicleta e teve uma perna amputada.

Viotto, assim como o outro motorista suspeito, o empresário Carlos André Petroni, dirigia um carro da marca Mercedes-Benz.

Os dois negam que participavam de um racha, mas admitiram à polícia que estavam em alta velocidade.

De acordo com a advogada Silmara Viotto, o dentista estava indo ver uma obra que está realizando em Alphaville, bairro com imóveis de luxo em Barueri, e assim como o outro motorista, alegou que temia ser assaltado.

Compartilhe: