Pedrinho sobe tom após ação contra 777

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – Após obter uma liminar que garantiu a retomada do controle da SAF das mãos da 777 Partners, o presidente do Vasco, Pedrinho, subiu o tom e de forma séria e em alto bom som, desabafou que o intuito foi resguardar o clube para que a Sociedade Anônima de Futebol não quebre:

“A minha intenção sempre vai ser a de fazer o melhor para o Vasco. Não pense que estou feliz em entrar com esta ação. Eu fiz isso por vocês torcedores. Vou pagar o preço e já estou pagando, até o fim. Fiz por vocês, na melhor das intenções para a Vasco SAF não quebrar”, afirmou Pedrinho.

VEJA OUTROS TÓPICOS

SAF será “para sempre”

“Muitas perguntas feitas em relação ao futebol. Ele não volta para o associativo. O futebol permanece e permanecerá com a Vasco SAF. Isso é definitivo. Não tem a menor hipótese do contrário. A SAF continuará para sempre. Quero deixar claro que todo o projeto financeiro e esportivo continua com a SAF. Tive uma conversa com alguns representantes e responsáveis da SAF para tranquilizar todos sobre isso”.

Situação de clube belga vira exemplo

“Seria muito cômodo para mim, presidente do associativo, com todos sabendo as restrições que eu tinha dentro de um contrato, lavar minhas mãos, esperar o caos acontecer e dizer: ‘eu avisei’. O mais difícil para mim, que fique muito claro, é ter que entrar com a ação. Mas quero ser muito direto ao torcedor vascaíno: tem que ter muita coragem para fazer o que fizemos, mas isso tudo em respeito ao Club de Regatas Vasco da Gama. Em momento algum entramos com qualquer tipo de interesse de brigar com o sócio. O que fizemos foi uma promessa de campanha: fiscalizar. Quando virei chacota lutando pelo Vasco, lógico que machuca, entrei para pagar um preço que muita gente não quis pagar e eu vou pagar”.

“Ação exclusivamente de proteção à Vasco SAF, justamente para não acontecer o que aconteceu com o time belga [Standard, que também pertence à 777 e a Justiça belga bloqueou as ações da empresa por dívida ao clube]. É para proteger as ações da Vasco SAF, para não ter nenhum bloqueio e sermos prejudicados financeiramente e entrarmos num colapso. Sou vascaíno antres de presidente. Todas as ações são em proteção a você, torcedor. Vou pagar esse preço doa a quem doer”.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.