Pedágios aumentam nesta segunda-feira (1º) nas rodovias de São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A partir desta segunda-feira (1º), os motoristas que rodarem pelas rodovias do estado de São Paulo pagarão mais caro pelas passagens nos pedágios. A Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) autorizou o reajuste anual dos valores que ficarão até 4,48% mais caros nos trechos operados por 17 concessionárias.

A tabela completa com as novas tarifas foi publicada no Diário Oficial do Estado da última quinta-feira (27). A partir da 0h desta segunda, os novos preços serão praticados nas praças de 16 concessionárias: CCR AutoBAn, Via Colinas, Ecovias, Arteris Intervias, Renovias, CCR SPVias, Tebe, CCR ViaOeste, CART, Ecopistas, CCR RodoAnel, Rodovias do Tietê, Rota das Bandeiras, SPMar, ViaRondon e Tamoios. Já a partir da 0h do próximo sábado (6), os valores ajustados serão cobrados no trecho da Entrevias.

Segundo a Artesp, o reajuste autorizado fará a recomposição da inflação dos últimos 12 meses (de junho de 2023 a maio deste ano) e estão baseados no IGPM (Índice Geral de Preços de Mercado) e no IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), de acordo com cada contrato.

O pedágio do Sistema Anchieta-Imigrantes, rumo à Baixada Santista, subirá de R$ 35,30 para R$ 36,80, mantendo o “título” de mais caro do estado. Ainda no litoral, na rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Santos, o valor vai de R$ 16,50 para R$ 17,20. E na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, em São Vicente, passa de R$ 9,70 para R$ 10,20.

O maior reajuste será na rodovia dos Tamoios, de 4,48%. E o menor, na rodovias Tebe SA, com 0,33%. Nas demais, o aumento será de 3,92%.

Esse padrão de aumento vale para quase todas as rodovias, menos para quatro trechos sob concessão da Rota das Bandeiras, que terão reajustes muito acima da inflação.

Na praça de Louveira, no km 10 da rodovia Romildo Prado (SP-063), por exemplo, o reajuste será de 48%, subindo de R$ 2,50 para R$ 3,70.

Já em três trechos da SP-360 (rodovia Engenheiro Constância Cintra), o reajuste foi superior a 20%: em Itatiba, no km 77, foi de 23,4% (de R$ 4,70 para R$ 5,80); no pórtico do sistema Ponto a Ponto em Jundiaí, no km 74, foi de 20% (de R$ 3 para R$ 3,60); e no pórtico do sistema Ponto a Ponto em Itatiba, de 29,4% (de R$ 1,70 para R$ 2,20).

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.