Pazolini lança programa de educação ambiental e 2ª turma de Guardiões Mirins

Foto: Leonardo Silveira/PMV

Vitória deu mais um passo para consolidação das políticas públicas voltadas a esta área na cidade, com o lançamento do Programa Municipal de Educação Ambiental – ProMEA e a posse da Comissão Interinstitucional Municipal de Educação Ambiental (Cimea), para o biênio 2024-2026, Para compor as ações voltadas ao meio ambiente na capital, também foi apresentada a 2ª Turma de Guardiões Ambientais Mirins de Vitória.

O evento, que teve até bolo e parabéns após a solenidade, foi realizado no Parque Municipal Natural Gruta da Onça, localizado no Centro da Cidade e que é Sede Municipal da Educação Ambiental de Referência em Vitória (SemeAr). Participaram do encontro o prefeito da capital, Lorenzo Pazolini, secretários municipais, servidores públicos, instituições privadas e a sociedade civil organizada.

Em Vitória, tanto o ProMEA quanto a Cimea, cujos membros da sociedade civil e de órgãos públicos tomaram posse hoje, são importantes instrumentos que referenciam o planejamento, a implantação e a execução da Política Municipal de Educação Ambiental, estabelecida pela Lei Municipal 8.695/2014 e regulamentada pelo Decreto 16.672/2016.

Para o prefeito Lorenzo Pazolini  celebrar o Dia Nacional do Meio Ambiente é muito importante pois reafirma o compromisso com a pauta ambiental. De acordo com ele, é preciso proporcionar um sentimento de cuidado e zelo comuns para que todos entendam, principalmente os jovens e as crianças, que são protagonistas da mudança de comportamento. “Por isso, essa política pública e o Dia Nacional de Educação Ambiental precisam ser celebrados, discutidos, conversados, levados para dentro das salas de aula e, principalmente, para as casas dos moradores. Para que casa jovem possa reverberar isso dentro de casa. Que cada criança, jovem, entenda o seu papel na mudança e na transformação social”, ressaltou o prefeito.

“Nossas políticas públicas são efetivas e eficazes, são vistas e são sentidas pelas pessoas, por cada cidadão, por cada visitante. Nós, unidos, levamos consciência, mudança de comportamento, formando uma geração para que seja mais evoluída que a nossa. Juntos vamos conseguir fazer essa mudança”, completou Pazolini.

Ação contínua, participativa e colaborativa

Elaborado de forma participativa e colaborativa, o Programa Municipal de Educação Ambiental de Vitória aponta diretrizes, princípios, objetivos, documentos orientadores e linhas de ação para o setor em todo município, observando as particularidades e pluralidades espraiadas em todo território.

“Este documento, agora entregue à população de Vitória, resulta do esforço coletivo sem custos ao erário e que reuniu, em diferentes tempos e espaços do município, várias mãos, momentos de reflexão, escutas, consensos e dedicação de servidores da Prefeitura, e também de sujeitos e entidades da sociedade civil engajados e atentos em contribuir para construção de uma cidade mais justa, igualitária, equânime, sustentável, cidadã e solidária”, apontou o secretário Municipal de Meio Ambiente, Tarcísio Föeger.

A secretária municipal de Educação Juliana Rohsner Vianna Toniati, destacou que o trabalho que hoje está sendo celebrado é uma ação contínua. Segundo ela, mais que pensar numa ação curricular, as crianças e adolescentes das escolas municipais são impactadas diretamente com a política de educação ambiental.

“E isso com o compromisso de que as nossas escolas sejam mais sustentáveis, repensem e reorganizem suas atividades voltadas para o meio ambiente. Em paralelo, realizamos ações para que de fato a gente aprenda e desenvolva paras as nossas crianças e para as nossas escolas uma educação que faça sentido, que transforma”, ressaltou a secretária.

Lançamento do Programa Municipal de Educação Ambiental
Lançamento do Programa Municipal de Educação Ambiental e apresentação da segunda turma de Guardiões Mirins de Vitória.. Foto: Leonardo Silveira/PMV
Contribuições voluntárias

O Programa é fruto de um movimento de trabalho conjunto realizado pelo Órgão Gestor da Política Municipal de Educação Ambiental, que é constituído pelas secretarias Municipais de Meio Ambiente e de Educação, com a Comissão Interinstitucional Municipal de Educação Ambiental, colegiado instituído em 2016 e que congrega representatividades da sociedade civil no território do município.

Com contribuições voluntárias coletadas durante período de consulta pública, o ProMEA Vitória, hoje, consolida-se em estabelecer conexões entre as políticas públicas socioambientais, apontando caminhos para que estas políticas ganhem materialidade no cotidiano das pessoas.

“Assim, é um instrumento orientador para o planejamento, a implementação e a execução de estratégias, planos, projetos e ações socioambientais sustentáveis transversalizados pela Educação Ambiental e territorializados em Vitória, de modo que essas possam ser efetivadas e implementadas nos âmbitos público, privado, da sociedade civil e da academia”, enfatizou a gerente de Educação Ambiental, Juliana Sardinha.

Ainda de acordo com a gerente, “ao apontar diretrizes, objetivos e linhas de ação, o programa coloca em relevo a necessidade do caráter da corresponsabilidade a ser estabelecido entre entes públicos e privados envolvidos na perspectiva de uma dimensão ampla, mas também para traçar caminhos em direção a soluções dessas problemáticas, num processo contínuo e crescente de responsabilidade conjunta, inclusiva, democrática, de solidariedade e de justiça”.

Guardiões Ambientais Mirins

De iniciativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Seme), participam desta 2ª Turma de Guardiões Ambientais Mirins 26 crianças do Centro de Convivência de Nova Palestina.

A partir da segunda quinzena de julho eles começam a ter contato com ações que permitirão à formação para cidadania ambiental e ao protagonismo infantojuvenil quanto ao cuidar do meio ambiente, tendo como exemplos de atuação os serviços realizados pelo quadro técnico da Semmam e boas práticas de preservação ambiental e cuidado com a natureza por meio de parceiros da Prefeitura de Vitória.

Serão ao todo cerca de 30 horas de formação até o mês de dezembro. Para mais informações, acesse o Portal Interativo de Educação Ambiental da Prefeitura de Vitória.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.