Passarela é demolida em Porto Alegre para construção de corredor humanitário

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A prefeitura de Porto Alegre (RS) iniciou, na manhã desta sexta-feira (10), a demolição da passarela da estação rodoviária. A obra impedia a construção de um corredor humanitário que dará acesso à capital.

A via será uma pista única, operando um sentido por vez. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos em até três dias. “Este acesso é fundamental, pois por este corredor humanitário chegarão ambulâncias, remédios, comida e suprimentos”, afirmou o prefei to Sebastião Melo (MDB), em entrevista à imprensa.

O acesso alternativo, restrito aos veículos de emergência, estabelece uma ligação entre a Avenida Castelo Branco e o Túnel da Conceição. Automóveis particulares devem continuar utilizando apenas a RS-118.

Pedras de rachão estão sendo colocadas em uma área de aproximadamente 300 metros de extensão, segundo a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

Melo prometeu que uma nova passarela, de metal e com maior altura, será construída para substituir a estrutura atual, depois que os efeitos da enchente passarem.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.