Partido governista fica abaixo de 50% em início de apuração na África do Sul

JOANESBURGO, ÁFRICA DO SUL (FOLHAPRESS) – O partido governista Congresso Nacional Africano aparece abaixo da maioria absoluta dos votos no início da apuração para as eleições gerais da África do Sul, segundo os primeiros resultados divulgados nesta quinta-feira (30).

Com 11% das urnas totalizadas, o CNA, que governa o país desde 1994, tem 42,3% dos votos, o que indica um cenário de necessidade de coalizão para manter-se no poder, uma situação inédita. Na última eleição, em 2019, a legenda obteve 57,5%.

Em segundo lugar aparece o partido de centro-direita Aliança Democrática, com 25,5%, patamar ligeiramente superior ao que indicavam as pesquisas.

Em seguida, praticamente empatados, estão duas siglas populistas de esquerda que surgiram a partir de dissidências do CNA: o Combatentes da Liberdade Econômicos, com 8,2%, e o MK, do ex-presidente Jacob Zuma, com 7,8%.

Diversos partidos de menor expressão vêm a seguir -52 concorreram na eleição para o Congresso, que por sua vez elegerá o presidente pelos próximos cinco anos.

Se mantida a tendência, o CNA deve se manter no poder, mas precisando de apoio de legendas menores. A dúvida é se fará um acordo com a AD, cenário visto como improvável, ou se vai buscar aliados à esquerda, o que é visto com preocupação pelos setores produtivos e investidores internacionais.

Os resultados finais devem ser divulgados pela comissão eleitoral no próximo domingo (2).

A eleição realizada nesta quarta-feira (29) teve filas longas e diversos problemas de organização, o que fez a votação ser estendida para além do prazo previsto, de 21h. O comparecimento deve ser recorde.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.