Pai arremessa filha de um mês de vida em barranco e acaba preso no ES

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Durante um desentendimento com a companheira, um homem jogou a filha de um mês em um barranco na cidade de Marechal Floriano, no Espírito Santo. Apesar do susto, a menina sobreviveu e o pai foi preso.

O casal estava embriagado quando a briga começou. Em meio à discussão, o pai arrancou a bebê dos braços da mãe e a atirou em um barranco de mais de 10 metros de profundidade, em uma área de mata fechada.

Em seguida, ele abandonou o local, deixando a criança para morrer. “A morte da criança só foi evitada pelo socorro de uma testemunha que, ao ouvir o choro, desceu o barranco na escuridão, encontrando e resgatando a bebê”, disse o delegado Luciano Paulino.

Uma equipe do Samu foi chamada e levou a mãe e a criança ao hospital, onde a bebê foi atendida. Ela sofreu lesões no rosto, segundo a Polícia Civil, mas não corre perigo. A Polícia Militar do Espírito Santo prendeu o suspeito, de 35 anos, autuado em flagrante inicialmente por abandono de incapaz.

A Delegacia de Polícia (DP) de Marechal Floriano assumiu o caso e realizou diligências para esclarecer os fatos. “Verifiquei que se tratava de um barranco muito íngreme, com mais de 10 metros de profundidade, em meio a um matagal com vários galhos de árvores e lama”, destacou o delegado Paulino.

A autuação inicial de abandono de incapaz foi alterada para tentativa de homicídio triplamente qualificado. O crime ocorreu no dia 30 de maio, mas somente na sexta-feira (7) a Polícia Civil do Espírito Santo divulgou a conclusão da investigação. O inquérito policial foi finalizado e encaminhado às autoridades, com a prisão preventiva do suspeito.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.