Não seja chato! Cinco dicas para fazer marketing efetivo sem ser invasivo

Para nós, profissionais de marketing, estar presente na cabeça do consumidor e ter resultados em vendas sem ser invasivo é um desafio e tanto. Isso porque precisamos criar meios de gerar resultados para a empresa, mas também sabemos que ninguém gosta de ser interrompido por anúncios quando está buscando uma informação, tampouco ser surpreendido por uma notificação no WhatsApp, esperando um contato pessoal, e dar de cara com alguém tentando vender algo.

Muitas vezes, as abordagens de marketing se tornam cansativas, seja pela frequência visualizações de anúncios, pelo número de e-mails enviados, pelos pop-ups com ofertas que aparecem insistentemente quando o usuário não está preparado para a compra ou, ainda, pelo conteúdo de mensagens que não fazem sentido para a pessoa que está recebendo.

Mas, se o mundo é digital e o consumidor está do outro lado da tela quase 100% do tempo, como uma marca consegue criar conexão com ele sem invadir seu espaço e sem se tornar chata? A resposta é simples: tornando-se relevante e interessante. Mas isso pode ser um pouco subjetivo, uma vez que o que é interessante para um cliente, pode não ser para outro, ou pior, o que chama atenção de uma pessoa hoje, pode passar despercebido por ela mesmo amanhã.

Para facilitar a vida dos estrategistas de marketing, aqui estão cinco dicas para tornar a comunicação envolvente, manter o consumidor engajado e, claro, gerar mais vendas.

#1 – Pense primeiro no cliente. De verdade! – É comum que profissionais de marketing e vendas invistam muito do seu tempo falando sobre os benefícios dos seus produtos, mas aí eles deixam de fazer uma coisa muito importante para o sucesso nas vendas: ouvir. Ao conhecer o cliente, a marca consegue encaixar o seu produto na realidade do consumidor, criando, assim, conexão e desejo de compra.

#2 – Use dados para enriquecer a jornada de compra – essa dica todos os profissionais envolvidos no processo de captação de novos clientes conhecem muito bem. A ideia aqui é rastrear o caminho feito pelo comprador, abrangendo desde o momento em que ele faz busca por produtos, seu comportamento nas páginas, meios de pagamento utilizados e até a recorrência de compra. Com essas informações em mãos, as marcas são capazes de se posicionar estrategicamente na tomada de decisão do consumidor.

#3 – Cuidado com canais pessoais – os canais usados pelos clientes para conversar com amigos e família podem não ser os mais adequados para uma abordagem de venda, uma vez que o usuário tende a se sentir invadido. Buscar canais alternativos, como o RCS, por exemplo, é uma saída inteligente. O RCS é o novo canal de mensagens do Google que possui todos os recursos necessários para criar engajamento, como envio de fotos e links para compra, mas ao mesmo tempo, mantém a impessoalidade necessária para não invadir o espaço do cliente, uma vez que ele utiliza o aplicativo de mensagem nativo do smartphone.

#4 – Atenção aos detalhes – a automação de marketing permite a personalização de mensagens, mas ela não substitui a necessidade de que a equipe de marketing conheça cada vez mais os compradores dos seus produtos para criar ofertas que façam sentido para eles. Os cuidados aqui são vários, como por exemplo: não enviar mensagem sem nome, não enviar conteúdo inadequado para aquele cliente, uma oferta de produto que ele já tenha comprado, ou até mensagens com erros de português.

#5 – Saiba a hora de sair de cena – essa dica, talvez, seja um dos pontos mais sensíveis durante a jornada da venda, afinal, sempre temos a esperança de que aquele lead ou cliente realize a compra. Saber ler as entrelinhas e entender quando está sendo inconveniente, exige olhar atento, mas é um fator que contribui muito para o relacionamento entre empresa e comprador. Pode ser que a pessoa que está sendo abordada ainda não esteja preparada para a compra, mas fará isso no futuro. Se ela considerar a empresa ou vendedor invasivo, ela provavelmente não voltará.

Para manter uma empresa em crescimento contínuo, é preciso estar atento ao cliente, conhecer seu comportamento e desejos. Porém, é primordial estar a par das mudanças do mercado. Nós, profissionais de marketing, devemos manter o olhar e mente abertos a novas estratégias, novos canais e novos jeitos de encantar pessoas. Só assim conseguiremos gerar resultados, sem sermos chatos.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Pinterest

Larissa Lopes

  • Larissa Lopes

    Head de Marketing da Pontaltech, empresa especializada em soluções integradas de voz, SMS, e-mail, chatbots e RCS

Últimas Notícias
Categorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.