No Dia do Orgulho, Bruno Gagliasso relembra cena de beijo gay cortada em novela

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Dia Internacional do Orgulho LGBT é comemorado em 28 de junho, nesta sexta-feira. Um dia antes da data, Bruno Gagliasso relembrou um episódio de censura gay ocorrido na novela “América”, exibida em 2005 no Globo.

Bruno interpretava Junior na novela, que se envolvia com Zeca, personagem de Erom Cordeiro. Ele relembrou que “rolou toda a expectativa do tal ‘beijo gay'” e como o tema era tratado na época: “Toda novela com personagens LGBTQIA+ tinha essa expectativa. Será que agora vai? E nunca ia…”.

O ator contou que, no último capítulo, ele e Erom chegaram a gravar a cena do beijo, mas ela nunca foi ao ar: “Zeca e Junior em clima de romance, trilha sonora e… CORTA! Pois é… a cena NUNCA foi ao ar. Mesmo gravada, editada, tudo certinho… Nada do tal beijo”. Contudo, ainda havia esperança de que o registro ainda pudesse ser divulgado.

“Grande engano… Foi aí que eu descobri que DELETARAM a cena. Não existe nada no arquivo. Como se isso nunca tivesse existido. Falei com um mundo de gente para ver se conseguiria recuperar, mas nada”, contou o ator, indignado.

“Sempre gosto de recordar dessa história porque mostra como, apesar dos pesares, evoluímos nesses vinte anos. Beijo deixou de ser um tabu. O casamento igualitário hoje é uma realidade. Casais LGBTQIA+ sentem-se mais à vontade para manifestar seu afeto em público”, escreveu Bruno.

O primeiro beijo gay na Globo só seria transmitido 10 anos depois, em “Amor à Vida”, entre os personagens Félix (Matheus Solano) e Nico (Thiago Fragoso). Sobre isso, o ator comentou: “Nossa dramaturgia ajudou muito nessa evolução. Quando nossas novelas naturalizaram o afeto, passamos a também naturalizar na vida real”.

“Quis trazer novamente essa história na semana do Orgulho LGBTQIA+ para celebrar os avanços dos últimos anos. Ainda existem muitos desafios, muita gente tosca (e criminosa) por aí, mas também há evolução e conquistas. Hoje, aquela história do Zeca e do Junior seriam completamente diferentes. E o tal beijo nem seria grande coisas. Ainda bem”, finalizou.

Compartilhe: