Nível do Guaíba desce 14 centímetros e é o menor desde sábado

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O nível do Guaíba caiu para 5,13 metros de altura às 7h15 desta quarta-feira (8). É o menor nível desde sábado (4), quando o Guaíba ultrapassou a marca de 5 metros.

Nível baixou pelo menos 14 centímetros nas últimas 24 horas. Na manhã de ontem, a altura da água era de 5,27 metros, segundo o Ceic (Centro Integrado de Coordenação de Serviços) de Porto Alegre. O Guaíba ainda está mais de 2 metros acima do limite de inundação, que é de 3 metros. A referência é usada para indicar possíveis danos aos municípios.

Temporais já deixaram pelo menos 95 mortos e 128 desaparecidos. As autoridades ainda investigam se quatro óbitos têm relação com a chuva no estado. Mais de 1,4 milhão de pessoas foram afetadas, 158.992 estão desalojadas e 66.434 em abrigos.

A cheia que inunda Porto Alegre ainda levará dias para retornar a patamares seguros. O sistema de proteção contra enchentes, que circunda a cidade, foi projetado para suportar até 6 metros de altura.

Ao todo, 414 dos 497 municípios gaúchos —ou seja, 83% deles— foram afetados pelas fortes chuvas.

MAIS CHUVA É PREVISTA PARA A REGIÃO

Frente fria associada a ciclone extratropical na costa da Argentina causará chuva forte no estado a partir da sexta (10). A previsão é da agência meteorológica MetSul.

Há risco de novos deslizamentos de terra e quedas de barreiras em rodovias. Novos alagamentos devem ser registrados, o que pode piorar a situação das cidades que ainda contabilizam danos para as enchentes.

A chuva deve se concentrar em pontos do Norte e Nordeste do estado, sobretudo na região da Serra. Para os próximos dias, estão previstos de 100 mm a 200 mm de chuva.

Apesar do volume de chuva não ser considerado extremo, ele atingirá as cabeceiras de vários rios, que deságuam no Guaíba. A MetSul ressalta que o ciclone que atinge a Argentina não vai se aproximar do Rio Grande do Sul.

Tempo deve voltar a melhorar entre a terça-feira (14) e a quarta-feira (15).

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.