Nasa mede profundidade das enchentes no RS e diz que água superou 5 metros

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Nasa divulgou nesta semana uma nova imagem de satélite que mostra a profundidade das inundações que atingiram o Rio Grande do Sul em maio. A imagem mostra que a água superou a altura de 5 metros acima do nível do solo em grandes áreas, principalmente no entorno da capital Porto Alegre.

O registro é do dia 6 de maio, quando os temporais no estado completavam uma semana. No mapa, áreas em azul apontam alagamentos que vão de 10 centímetros até 5 metros de profundidade —tons mais escuros representam os maiores níveis d’água.

O mapa mostra que as enchentes naquele dia atingiram seus maiores patamares, em profundidade, nos municípios mais próximos ao lago Guaíba —o delta do rio Jacuí.

Em texto publicado no site do Observatório da Terra, que acompanha a imagem, a agência espacial americana afirma que, embora boa parte dos alagamentos na região fotografada tenham ficado abaixo de 1 metro, essa altura já é suficiente para causar enormes danos à população.

As estimativas de profundidade do mapa foram feitas com base nas fotografias que mostram a extensão dos alagamentos e nos dados da topografia do terreno.

Informações sobre a profundidade das inundações são úteis para os trabalhos de resgate e para o planejamento de apoio à vítimas, uma vez que apontam as vias bloqueadas pela água e os locais onde a inundação é pior, destacou a Nasa.

Dados como esse foram usados, segundo a agência espacial, no socorro a regiões dos Estados Unidos atingidas por furacões. A Nasa afirma que disponibilizou os dados sobre as enchentes numa plataforma aberta, para que órgãos públicos e da sociedade civil possam usá-los nos trabalhos de resgate e estudos do evento climático.

O número de mortos em decorrência das chuvas no Rio Grande do Sul chegou a 172, segundo a Defesa Civil do estado. Há 41 desaparecidos.

São mais de 572 mil desalojados e 30,4 mil em abrigos —esse número atingiu seu pico em 12 de maio, quando 81,2 mil estavam abrigados em equipamentos públicos.

O nível do lago Guaíba ficou abaixo da cota de inundação entre a última sexta (31) e o sábado. A medição apontou 3,57 metros, às 6h30, na Usina do Gasômetro, na região central de Porto Alegre, e às 8h15 estava em 3,55 m —a cota de inundação neste ponto de medição é de 3,6 metros.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.