Mulher que teria inspirado ‘Bebê Rena’ diz que autor é ‘psicótico’ e que tomará medidas legais

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Fiona Harvey, 58, apontada com a inspiração para a stalker Martha na série “Bebê Rena” (2024), da Netflix, falou publicamente sobre a personagem e a trama no talk show britânico Piers Morgan Uncensored, transmitido no YouTube. A escocesa afirmou que pretende tomar medidas legais contra a produção.

“É uma obra ficção. Há dois ou três fatos na série, que são: o nome dele ser Richard Gadd, que ele trabalhou como barman no The Holy Arms e que nos encontramos algumas vezes”, pontou na entrevista.

Formada em direito (assim como a personagem Martha), Harvey disse que decidiu vir a público após sofrer ameaças na internet. Ela negou ter enviado 41 mil emails, 106 cartas e 350 mensagens de voz para Richard. “Nada disso é verdade. Eu acho que só mandei alguns emails e uma carta. Acho que ele inventou tudo isso”, afirmou.

Ela também disse ao apresentador Piers Morgan que, diferentemente do que acontece na série, jamais foi presa. “Eu ouvi falar sobre a cena da corte, a cena da prisão. Eu não assisti a nada da série. Acho que ficaria enojada. Tudo isso já tomou muito tempo da minha vida. Acho algo obsceno, horrível e misógino”, contou.

Sobre o criador e protagonista da trama, Richard Gadd, ela disse acreditar que ele tem problemas mentais. “Eu acho que Richard é psicótico”, afirmou. A escocesa também aproveitou para mandar uma mensagem diretamente para ele. “Me deixe em paz, por favor”, pediu. “Arrume uma vida e um trabalho de verdade. Estou horrorizada pelo que você fez.”

Segundo Harvey, Gadd é quem teria pedido para dormir com ela, que negou ter sido apaixonada pelo ator. “Eu fui direta e disse a ele que não estava interessada, eu disse que tinha um namorado. Eu não me interesso por homens desempregados”, afirmou.

A mulher finalizou a entrevista acusando Gadd de faturar ao contar inverdades. “Ele está lucrando com fatos inverídicos. Ele está sendo misógino”, avaliou. Dirigindo-se ao público, ela fez um apelo: “Eu não posso mudar sua opinião sobre isso, eu só posso refutar o que foi dito. Vocês têm que decidir sozinhos, mas minha opinião está formada, Richard é um mentiroso e meus amigos concordam com isso”.

Lançada em abril, “Bebê Rena”, conta a história pessoal de stalking vivida pelo ator e comediante Richard Gadd, criador da série. Na trama, Martha se torna obsessiva por seu personagem, Donny, e passa a persegui-lo. Após o lançamento, a série ficou entre as mais vistas da Netflix nos EUA, no Reino Unido e no Brasil, entre outros países.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.