Morre Paulo César Pereio, ícone rebelde do cinema nacional, aos 83 anos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Paulo César Pereio, ator ícone do cinema brasileiro e que atuou em mais de 60 filmes, morreu na tarde deste domingo, no Rio de Janeiro, aos 83 anos. A informação foi confirmada em um post de seu amigo Stepan Nercessian.

Pereio estava internado no Hospital Casa São Bernardo, na Barra da Tijuca, para onde foi levado de madrugada, já em estado grave, para tratar uma doença hepática.

Um dos principais atores do cinema brasileiro, imponente tanto em obras de vanguarda quanto em pornochanchadas, Pereio trabalhou com diretores como Glauber Rocha, Hector Babenco, Arnaldo Jabor e Rui Guerra.

Ele vivia no Retiro dos Artistas, na capital carioca, desde 2020, organização presidida por Nercessian, depois de largar sua cobertura no bairro da Bela Vista, em São Paulo.

Trata-se de uma instituição centenária em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, que acolhe artistas sem família ou em dificuldades e lhes garante uma melhor qualidade de vida. Lá, ele se dedicava a leituras de Machado de Assis e a caminhadas silenciosas.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.