Marçal defende Bolsonaro por joias e diz que União Brasil cobra caro por apoio

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O pré-candidato à Prefeitura de São Paulo Pablo Marçal (PRTB) disse em sabatina nesta quarta-feira (10), no ciclo de entrevistas promovido por Folha de S.Paulo e UOL, que não está de “palhaçada” e que não venderá sua candidatura. O influenciador afirmou que deve contar com a União Brasil em sua coligação, mas que a legenda está cobrando caro pelo apoio.

Marçal também defendeu o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), indiciado pela Polícia Federal no contexto da investigação sobre a venda de joias recebidas de presente pelo governo brasileiro. Ele afirmou que Bolsonaro está sendo massacrado pela mídia: “Se Bolsonaro tem acesso aos presentes, o presente é dele. Se não pode ficar com os presentes, ele vai devolver”.

De olho nos apoiadores de Bolsonaro, que endossa a reeleição do prefeito Ricardo Nunes (MDB), o empresário disse que o eleitores do ex-presidente pensam e que não são movidos apenas por paixão. Marçal afirmou que tem recebido mensagens desses apoiadores, surpresos com seu desempenho.

O ex-coach afirmou que quer ser prefeito de São Paulo porque tem o sonho de transformar o Brasil em um país de primeiro mundo. Disse que não tem interesse no salário do cargo e que o prefeito ganha menos do que um piloto de helicóptero contratado por ele.

Fabíola Cidral conduziu a sabatina, com participação das jornalistas Raquel Landim, do UOL, e Carolina Linhares, repórter da Folha.

Pablo Marçal é bacharel em direito. Empresário e influencer, tem mais de 10 milhões de seguidores no Instagram. Tentou concorrer a presidente e deputado federal pelo Pros em 2022, chegando a ser eleito no segundo caso, mas a Justiça derrubou as candidaturas em meio a uma disputa pelo comando da legenda.

Além dele, outros três postulantes foram convidados. Nesta sexta-feira (12), às 10h, será a vez do deputado federal Guilherme Boulos (PSOL). Na segunda-feira (15), também às 10h, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) será entrevistado, e na terça-feira (16), às 10h, participará José Luiz Datena (PSDB).

A série de sabatinas começou por Belo Horizonte, há duas semanas. Nas últimas semanas, os pré-candidatos de Salvador, Porto Alegre e Recife foram entrevistados. Ainda haverá outras com concorrentes de mais 13 cidades.

Além disso, Folha de S.Paulo e UOL promoverão debate com os principais candidatos à Prefeitura de São Paulo. O encontro no primeiro turno será em 30 de setembro, às 10h. Caso haja segundo turno, haverá outro em 21 de outubro, também às 10h.

Compartilhe: