Madonna faz homenagem a Renato Russo, Cazuza e mortos pela Aids no Rio

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – No fim de “Holiday”, que encerra a festa do primeiro ato da turnê “Celebration Tour” para começar a segunda parte show, Madonna fez uma homenagem àqueles que morreram em decorrência da Aids.

Na passagem, a cantora cobriu o corpo de um dançarino caído no chão com um pano preto. Emendou, então, um trecho de “Storm” com “Live to Tell”.

Atrás dela, no telão, fotos de pessoas que foram vítimas da doença apareceram. O primeiro a aparecer foi seu amigo Martin Burgoyne, seguido de famosos e desconhecidos, gringos ou brasileiros como Cazuza, Betinho, Renato Russo, Caio Fernando de Abreu e Wagner Bello.

As imagens, reunidas em parceria com o projeto The Aids Memorial, iam se multiplicando e diminuindo, dando uma escala do que foi a crise da doença, até se apagarem, substituídas pela mensagem “Em memória de todas as luzes brilhantes que perdemos para a Aids”.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.