Maconha é droga mais usada do mundo, aponta relatório da ONU

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A última edição do World Drug Report (Relatório Mundial de Drogas), produzido pela ONU, foi publicada nesta quarta-feira (26) e informa que a maconha é a droga mais usada no mundo.

Número de usuários cresceu na última década. ONU registrou 228 milhões de usuários de maconha no mundo, maior número já registrado. Em seguida, estão os opioides, com 60 milhões de usuários; anfetaminas, com 30 milhões de usuários; cocaína, com 23 milhões de usuários, e ecstasy, com 20 milhões de usuários.

Maior número de prisões relacionadas com drogas foi por posse ou uso. Em 2022, sete milhões de pessoas estiveram em contato com a polícia por drogas, e dois terços dessas foi devido à posse ou uso. 90% dos presos por crimes relacionados a drogas são homens. Ontem, o STF descriminalizou a posse de maconha para uso pessoal.

Legalização da maconha acelerou uso nocivo da droga, diz ONU. O relatório aponta que nos estados e países em que foram legalizados o consumo e a venda de maconha, houve diversificação nos produtos ricos em THC e aumento de consumo perigoso. “As hospitalizações relacionadas a transtornos por uso de canábis e a proporção de pessoas com transtornos psiquiátricos e tentativas de suicídio associadas ao uso regular de canábis aumentaram no Canadá e nos Estados Unidos, especialmente entre jovens adultos”, aponta a organização.

Maconha é droga que mais causa problemas para usuários, aponta relatório. Apesar dos opioides causarem consequências mais sérias à saúde do que a maconha, a droga causa mais problemas devido ao número significativamente maior de usuários e aos padrões de consumo mais nocivos em algumas regiões. Metade dos países que proveram dados à pesquisa indicaram que a canábis é responsável pelo maior número de problemas com o uso de drogas.

Surgimento de novos opioides sintéticos e oferta recorde aumentaram problemas com drogas. Substâncias como fentanila, metadona, oxicodona e codeína são descritas no relatório como as drogas que mais causam mortes no mundo.

Homens são maioria entre usuários de drogas. Entre os usuários no mundo, mais de 75% são homens, principalmente com maconha, anfetaminas, opioides e cocaína. A pesquisa relata também que mulheres usuárias enfrentam mais problemas e mais barreiras para receber tratamento médico adequado.

Consumo de cocaína e ecstasy aumentaram depois da pandemia. A cocaína chegou ao maior nível de consumo global já registrado.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.