Lula viaja para São Paulo para encontrar FHC e Chomsky

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente Lula (PT) viajou para São Paulo na manhã deste domingo (23) para encontrar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o filósofo e linguista americano Noam Chomsky.

Os encontros foram confirmados por um integrante do alto escalão do governo. Lula deve retornar a Brasília na segunda-feira (24). Segundo relatos, ele está acompanhado da primeira-dama, Rosângela da Silva, a Janja.

Lula (PT) em encontro com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em São Paulo, em 2022. FHC completou 93 anos na última terça-feira (18) e recebeu uma ligação do presidente.

Adversários políticos em outras eleições, eles estiveram do mesmo lado da disputa eleitoral em 2022. No primeiro turno, o tucano apoiou Simone Tebet (MDB), hoje ministra do Planejamento de Lula. Depois, contra Jair Bolsonaro (PL), declarou voto no petista.

Já Chomsky, de 95 anos, recebeu alta no mesmo dia 18 do hospital Beneficência Portuguesa, onde estava internado após sofrer um AVC em julho do ano passado. Ele também declarou apoio a Lula, mas em 2018, antes de o petista ser impedido pela Justiça de disputar a eleição e passar o posto para Fernando Haddad (PT).

O filósofo está com dificuldades na fala e entorpecimento do lado direito do corpo. Antes disso, ele sempre dirigia seu carro e dava aulas, estudando e escrevendo sobre linguagem, ciência e política. Agora seguirá tratamento em casa.

Professor emérito de linguística do Instituto de Tecnologia de Massachusetts e da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, foi atendido por médicos locais.

Ele é casado com a carioca Valeria Chomsky, também linguista. Ela conversou com vários médicos, alguns deles brasileiros. Viu que o marido melhorava –reconhecia pessoas, recuperava a consciência e se comunicava com dificuldade decrescente.

Ela concluiu que, para acelerar sua melhora, era melhor modificar o tratamento. Decidiu trazê-lo para São Paulo, onde o casal tem uma residência desde 2015 –vivem entre lá e cá. Era o que médicos também aconselhavam, por acharem que ele receberia cuidados específicos. Ele foi internado numa unidade de terapia intensiva e era visitado diariamente por neurologista, fonoaudiólogo e pneumologista.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.